Tag Archives: congresso intersindical

Resolução de Balanço da Intersindical

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora é resultado de um longo processo, principalmente a partir de 2006 na batalha para reorganizar a nossa classe com base no classismo, com coerência e independência política frente a patrões, partidos e governos. Em 2014, realizamos o congresso nacional de fundação e em 2016, o primeiro Congresso da Central.

Resolução de Conjuntura Internacional

As crises simultâneas do capitalismo O período atual é marcado pela existência de crises simultâneas e interdependentes. Na dimensão econômica, uma crise estrutural, que teve um ápice em 2008 mas que persiste sem solução possível na esfera do capitalismo. Na dimensão geopolítica, é visível a formação de uma multipolaridade das relações internacionais e a crise

Governo faz propaganda para promover a divisão entre os trabalhadores públicos e privados

O juiz do Trabalho, Hugo Melo, demonstrou aos participantes do 2º Congresso Nacional da Intersindical a catástrofe que a Reforma da Previdência significará ao povo brasileiro e as estratégias que o governo tem usado para acabar com a aposentadoria pública.

Christian Zambrano: privatização da previdência chilena só foi possível devido à ditadura assassina de Pinochet

Christian Zambrano: privatização da previdência chilena só foi possível devido à ditadura assassina de Pinochet

Coordenador da FSM Chile, o dirigente sindical Christian Zambrano falou sobre o sistema previdenciário de seu país à plenária do 2º Congresso da Intersindical – Central da Trabalhadora, neste sábado. Segundo ele, não é possível analisar o processo de privatização das aposentadorias sem destacar o golpe militar e o governo do ditador Augusto Pinochet, que “matou e fez desaparecer homens e mulheres e aniquilar o movimento sindical”.

Clemente Ganz: reinventar o movimento sindical para o novo mundo do trabalho

Clemente Ganz: reinventar o movimento sindical para o novo mundo do trabalho

O diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Clemente Ganz Lúcio, provocou o 2º Congresso da Intersindical com reflexões sobre os impactos da atual reestruturação produtiva do capitalismo (quarta revolução industrial) na atividade sindical.

Andreia de Jesus, da Intersindical/Brigadas Populares, fala de sua eleição como deputada estadual em MG

Andreia de Jesus, militante da Intersindical, das Brigadas Populares e primeira mulher negra eleita para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, fez uma breve saudação aos delegados e observadores do 2º Congresso Nacional da Intersindical reforçando a importância do trabalho de base.

Sônia Guajajara destaca relação entre defesa de território e autonomia das mulheres

A coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) Sônia Guajajara participou do 2º Encontro de Mulheres da Intersindical e falou das desigualdades de gênero, da aldeia à política institucional. Para ela, o combate ao machismo está diretamente ligado à luta por território. “A demarcação das terras indígenas segue a principal bandeira, porque a

Zilmar Alverita questiona a representação feminina nos sindicatos e centrais

Zilmar Alverita questiona a representação feminina nos sindicatos e centrais

Zilmar Alverita da Silva, filha de sem terra, de Salvador, abriu sua exposição destacando a força da mulher e seu pioneirismo, a partir da primeira greve geral no País, organizada por elas, em São Paulo, por conta do assédio sexual vivido pelas operárias na indústria têxtil em 1917. “Essa pauta ainda não é vista no

Dida Dias exige ver o feminismo representado de fato nos sindicatos

Dida Dias exige ver o feminismo representado de fato nos sindicatos

Aldenir  Dida Dias, do Coletivo Feminista Classista ‘Maria vai com as outras’, contou sua experiência no grupo da Baixada Santista, que abrange mulheres que não estão nos sindicatos, nem nos partidos políticos e conclamou os sindicalistas a darem o exemplo em suas próprias bases. “No meio sindical temos que trazer essas mulheres, negras e indígenas

Thomaz Jensen, do DIEESE, fala sobre conjuntura na era do “trabalho pós-industrial”

Economista e técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Thomas Ferreira Jensen expôs dados e análises das conjunturas nacional e internacional, marcada pela “era do trabalho pós-industrial”. “Uberização”, flexibilização, precarização, informalidade, competitividade e maior senso de urgência e decisão dos trabalhadores são as marcas desse período. Jensen também destacou o avanço do

Jupiara Castro: “nascemos trabalhando e tivemos que arrombar portas para conquistar direitos”

Filha de comunistas, Jupiara Castro, do Núcleo de Consciência Negra da Universidade de São Paulo (USP), considera que começou a militar ainda na barriga de sua mãe e segue na ativa até hoje. Em sua trajetória, participou da fundação do Movimento Negro Unificado (MNU), do Partido dos Trabalhadores (PT) e, mais recentemente, do Partido Socialismo

‘Conhecimento é poder, por isso o ataque à educação pública’, alerta Inês Paz

Inês Paz, dirigente estadual da APEOESP/Intersindical, fez uma breve retrospectiva do desmonte da educação que os governos Temer e Bolsonaro vêm promovendo para favorecer a iniciativa privada e criar uma massa de excluídos sem poder de voz e de ação. “Anísio Teixeira, secretário da educação em 1947, já defendia a educação como instrumento para a

Marta Albarnoz Tapia

Marta Albarnoz conta a saga das trabalhadoras da alimentação escolar no Chile

A chilena Marta Albarnoz Tapia falou da experiência de construção da Federação Nacional das Manipuladoras de Alimentos (Fenama), fundada em 2014 e que hoje representa 18 mil trabalhadoras terceirizadas do Estado chileno, na mesa “América Latina pela perspectiva das mulheres” durante o 2º Encontro de Mulheres da Intersindical. “O desespero e a agonia por tanto

Está aberto o 2º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Está aberto o 2º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Três anos depois, a Intersindical Central da Classe Trabalhadora volta a reunir suas lideranças sindicais e populares de todo o país para realizar seu Congresso Nacional. Neste ano, marcado pela consolidação do Golpe de 2016, a ofensiva contra os trabalhadores e o avanço do imperialismo sobre o Brasil e a América Latina, os eixos do Congresso são “Democracia, Direitos e Soberania”.

Juliana Bavuzo propõe intersecções dentro do próprio feminismo

Juliana Bavuzo, secretária política das Brigadas Populares, expôs alguns dos desafios a serem debatidos no 2º Encontro de Mulheres da Intersindical, como o extermínio de direitos que afetam em especial as mulheres e a questão da própria atuação do movimento feminista. “Na crise quem primeiro sofre o baque são as mulheres, temos que olhar para

Andreia Galvão fala da uberização das relações de trabalho

Andreia Galvão fala da uberização das relações de trabalho

A socióloga da Unicamp, Andreia Galvão, fez uma síntese das mudanças sociais e culturais que culminaram com a aprovação da reforma trabalhista, a eleição de Bolsonaro e que agora ameaça a Previdência pública e a assistência social no Brasil. “A lógica neoliberal de uberização das relações de trabalho como modelo se converteu na nova forma

2º Encontro de Mulheres da Intersindical homenageia Marielle Franco e Micaela Bastidas

 O 2º Encontro de Mulheres da Intersindical foi aberto na manhã desta sexta-feira (15/03) no hotel San Raphael, centro de São Paulo, com homenagens a uma das maiores lideranças feministas e do movimento negro que o Brasil já teve: a vereadora do PSOL, Marielle Franco, executada de forma brutal há um ano.

Édgar Sarango denuncia submissão do governo equatoriano ao FMI

Édgar Sarango denuncia submissão do governo equatoriano ao FMI

Presidente da Confederação dos Trabalhadores do Equador (CTE), Édgar Sarango criticou a política de endividamento externo do governo de Lenín Moreno. O país selou acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para empréstimo de US$ 10 bilhões em troca de reformas neoliberais na estrutura estatal. Sarango também denunciou a privatização de empresas estatais, bancos e

São Paulo recebe 1º Seminário Internacional da Intersindical e Federação Social Mundial

Começa hoje (13), em São Paulo, o 1º Seminário Internacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e da Federação Sindical Mundial (FSM). Resultado do esforço conjunto entre Intersindical e FSM, o seminário reúne dirigentes sindicais de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, Nicarágua, Panamá, Peru, Uruguai e Venezuela. De acordo com o secretário de Relações

Hugo de Melo

‘As mudanças só ocorrerão nas ruas, não no STF!’, diz Juiz do Trabalho, Hugo de Melo

O juiz do Trabalho, Hugo de Melo, fez o informe da conjuntura brasileira aos delegados estrangeiros que participaram na manhã desta quinta-feira (14/03) do 1º Seminário Internacional da Intersindical, em São Paulo, e avisou aos sindicalistas e representantes de movimentos sociais do Brasil ali presentes: “Não podemos acreditar em mudanças no âmbito do STF, as

Sindicalista do Panamá mostra como Estados Unidos impôs neoliberalismo após invasão do país em 1989

A manhã do segundo e último dia do Seminário Internacional da Intersindical começou com a mesa sobre a conjuntura latino-americana no mundo do trabalho. Para falar sobre o momento atual de seu país, o sindicalista panamenho Erubey Villarreal remontou as mudanças sociais e econômicas impostas pelo governo estadunidense após a invasão do Canal do Panamá em 1989.

Sergio Gonzalez denuncia trabalho infantil na Argentina

A manhã do segundo dia do 1º Seminário Internacional da Intersindical foi marcada por informes e denúncias das delegações latino-americanas sobre a situação política, social e econômica em seus países. Sergio Gonzalez, da Argentina, lembrou que os trabalhadores de seu país estão passando por uma situação complicada e não muito diferente do que outros países

Húbert de Jesús Ballesteros Gómez

‘Duque é o maior obstáculo para a paz na Colômbia’, diz Ballesteros

Húbert Ballesteros , da Fuerza Alternativa Revolucionaria del Común (FARC) um partido político colombiano fundado a partir dos acordos de paz entre o governo de Juan Manuel Santos e as FARC em 2016, num acordo em Havana, explicou parte da conjuntura colombiana deste governo de Ivan Duque Márquez durante o 1 º Seminário Internacional da Intersindical.

Ismael Drullet: "O inimigo comum dos povos é o imperialismo"

Ismael Drullet: “O inimigo comum dos povos é o imperialismo”

O sindicalismo cubano também está presente no Seminário Internacional da Intersindical. Em sua exposição, Ismael Drullet Perez, da Central dos Trabalhadores de Cuba (CTC), reafirmou a vocação diplomática da ilha caribenha: “a comunidade internacional pode contar com Cuba para construir uma ordem internacional mais justa, em que o bem-estar do ser humano esteja no centro”.

Andrea Dias sugere qual deve ser a bandeira sindical neste momento

Representando a Intersindical no Paraná, a professora Maria Andrea Dias, destacou durante a mesa de Conjuntura latino-americana a importância da ação sindical – que está sendo alvo de ataques tão severos nos últimos dias, especialmente no Brasil. “Qual seria a bandeira sindical neste momento? O nosso papel é o sindicato como escola dos trabalhadores, como

“O assassinato de Marielle não é uma questão local”, diz Berna Menezes

“O assassinato de Marielle não é uma questão local”, diz Berna Menezes

Na mesa de abertura do 1º Seminário Internacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, Berna Menezes, secretária de Defesa do Serviço Público da Intersindical , enfatizou a disputa feroz pela riqueza natural dos países latino-americanos e a luta pela democracia como temas centrais para todos os participantes discutirem. “A questão da Venezuela e o assassinato

ato internacional pela paz na Venezuela

São Paulo recebe ato internacional pela paz na Venezuela na noite desta quarta-feira (13)

O povo venezuelano enfrenta diversas tentativas de intervenção externa e de sabotagem à sua autodeterminação. Os setores populares, nos mais diversos lugares do mundo, têm se mobilizado para defender a paz e a soberania do país vizinho e repudiar a intervenção do governo Trump e seus apoiadores da extrema direita da região.

Programação do 2º Congresso Nacional da Intersindical | Intersindical

Programação do 2º Congresso Nacional da Intersindical

A abertura do evento vai acontecer próxima na sexta-feira, dia 15, às 19h no Hotel San Rafael (Largo do Arouche, no centro de SP) aproveitando que as delegações estarão chegando das diversas regiões do país e devem se hospedar no mesmo local. No sábado e domingo (16 e 17), as atividades serão realizadas na Quadra dos Bancários (Rua Tabatinguera 192, Praça da Sé).

2o-congresso-nacional-da-intersindical-central-da-classe-trabalhadora

Recadastramento dos sindicatos, minorias, oposições e movimentos sociais

Recadastramentos para o 2º Congresso Nacional da Intersindical A intersindical realizará seu 2º Congresso Nacional nos dia 15, 16 e 17 de março de 2019, em São Paulo/SP. Solicitamos a todas que realizam o recadastramento com o objetivo de facilitar o processo de organização congressual. O recadastramento é feito pelos formulários online a seguir, basta clicar

2o-congresso-nacional-da-intersindical-central-da-classe-trabalhadora

2º Congresso Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora – Convocatória

Direitos, democracia, soberania A Direção Nacional da Intersindical convoca o 2º Congresso Nacional, que acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de Março de 2019 na cidade de São Paulo. O congresso reunirá trabalhadoras e trabalhadores representando sindicatos, coletivos de oposição e minorias sindicais, movimentos e demais entidades que constroem a nossa Central. Nosso 2º

Direção Nacional Intersindical eleita - 2016/19 (1º Congresso Nacional)

Direção Nacional eleita – 2016/19 (1º Congresso Nacional)

SECRETARIAS E EXECUTIVA Secretaria Geral: Edson Carneiro Índio – São Paulo Secretaria de Finanças: Arlei Medeiros – Campinas/SP Secretaria de Combate às Opressões: Conceição – Belém/PA Secretaria de Relações Internacionais: Ricardo Saraiva BIG – Santos/SP Secretaria da Juventude Trabalhadora: Paula Coradi –Vitória/ES Secretaria de Formação Política: Amauri Soares – Florianópolis/SC Secretaria de Defesa do Serviço

Intersindical se filia à Federação Sindical Mundial na luta pela defesa dos trabalhadores

O internacionalismo da Intersindical foi reforçado com a filiação à Federação Sindical Mundial, aprovada em 20/03, último dia do 1º Congresso da central realizado em São Paulo José Ortiz Arcos, vice-presidente da Federação Sindical Mundial, fez questão de destacar a história da FSM aos delegados presentes: “O papel da Federação Sindical Mundial é entregar apoio

Denise Gentil descortina a estratégia de mercado por trás da tão propagada reforma da Previdência

Denise Gentil descortina a estratégia de mercado por trás da tão propagada reforma da Previdência

Denise Gentil descortina a estratégia de mercado: O ajuste fiscal é um mero pretexto para que esse acordo financeiro com os rentistas seja levado às últimas consequências, explica a professora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Lobato Gentil.

Andrea Caldas, Congresso Intersindical

Andrea Caldas: a direita precisa ter uma certeza que o governo Dilma não consegue dar – o controle da ação dos movimentos sociais

A professora Andrea Caldas, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), chama atenção para o que está em jogo neste momento político da história do país: o controle dos movimentos sociais e alterações na Constituição de 1988. “A direita não confia que esse governo vá conseguir segurar a ação dos movimentos sociais”. “A direita quer um governo seguro, que não tenha medo de perder em apoio porque não foi eleito por esse povo”, afirma.

Resolução: Vai ter luta! Nenhuma retirada de direitos ou retrocessos

Resolução de conjuntura aprovada no 1º Congresso da Intersindical: Vai ter luta! Nenhuma retirada de direitos ou retrocessos A sociedade brasileira vem sendo tensionada e provocada por acontecimentos políticos decorrentes da intensificação de uma ofensiva golpista. As manifestações em favor do impeachment de 2015, dotadas de forte conteúdo reacionário, já evidenciavam que a estratégia dos

Congresso da Intersindical aprova filiação à Federação Sindical Mundial (FSM)

Resolução de filiação da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora à Federação Sindical Mundial (FSM) Considerando a dinâmica do sistema capitalista mundial que desde seus primórdios submete os povos e territórios do mundo a lógica perversa de espoliação e acumulação de lucros; Considerando, que as mudanças no processo de produção impostas pelo grande capital impactaram

Resolução de Construção da Central

A decisão de fundar a Intersindical Central da Classe Trabalhadora em 2014 foi um acerto político. Com essa decisão, estamos construindo uma via para fazer o caminho inverso ao da dispersão que marca o período de fragmentação aberto no início dos anos 2000. Num momento de profunda crise econômica, política e social pelo qual passa o Brasil, nossa Central tem sido um

Gilberto Maringoni: imperialismo do mercado exige luta mais sofisticada

“O impulso imperialista agora se faz pelo mercado e não mais com canhões. A nossa luta tem que ser mais sofisticada”, afirmou Gilberto Maringoni, professor de Relações Internacionais da Universidade Federal do ABC durante o 1° Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Maringoni fez questão de pincelar algumas transformações recentes que vêm ocorrendo em

Viviana Abud, da FSM: sejam lutadores por um mundo novo

A subcoordenadora de mulheres da América Latina e Caribe da Federação Sindical Mundial (FSM), Viviana Abud, defendeu durante o 1º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, a necessidade de se lutar em conjunto. “Nós ,da FSM, estamos sempre na primeira fila junto a formas progressistas e revolucionárias da classe trabalhadora por uma organização combativa, independente

Gilmar Mauro, do MST, pede resistência, unidade e luta no 1º Congresso da Intersindical

Um dos dirigentes nacionais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Gilmar Mauro, lembrou,  durante o 1º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, que a direita não tem nada a oferecer a não ser a prisão do ex-presidente Lula e de militantes de esquerda. “A direita não tem nada a oferecer à classe

Durante o 1º Congresso da Intersindical, Guilherme Boulos defende ir às ruas no dia 24 por democracia e saídas à esquerda

Em uma exposição exclusiva, realizada no último sábado (19), durante o 1º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, o líder do MTST, Guilherme Boulos, faz uma análise da atual conjuntura política e econômica do país, explica o esgotamento do modelo traçado pelo PT de composição com a burguesia e expõe os desafios e saídas

Unidade marca cerimônia de abertura do 1º Congresso da Intersindical

A mesa de abertura do 1º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora foi marcada pela demonstração de unidade em torno da construção de uma central de esquerda verdadeiramente autônoma, independente e classista. Juliana Bavuso, das Brigadas Populares, destacou a ousadia da central. “A Intersindical vem num momento de potência, de mudança de conjuntura”.  “A

Bernadete Souza fala do massacre propagado pelo agronegócio

Camponesa, militante e mãe de santo, Bernadete Souza integrou a plenária de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical trazendo um relato sobre como as políticas de crédito incentivam a expansão do agronegócio e da agroindústria em detrimento dos pequenos produtores rurais e das pessoas que vivem no campo. “É mais fácil sair da

Luka Franca: este recrudescimento conservador em todas as esferas é um problema de todos

As mulheres correspondem a metade da população brasileira e a mais de 40% da força de trabalho. Além disso, 50% da população brasileira são negros e metade são mulheres. “Pensar nestas estatísticas ajuda a pensar como podemos interferir no processo político. Vemos o recrudescimento conservador em todas as esferas e precisamos nos organizar”, afimou Luka

Marilene de Jesus Novaes expõe as ameaças da comunidade quilombola

A filha de quilombola Marilene de Jesus Novaes, do Quilombo Rio dos Macacos, localizado no município de Simões Filho, região metropolitana de Salvador, na Bahia, expôs durante a plenária de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora a experiência de quem sofre diariamente os impactos de decisões políticas e econômicas

Eneida Koury: Novo feminismo deve ser um feminismo classista

Eneida Koury, primeira mulher eleita a ocupar a presidência do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, destacou durante o 1° Encontro de Mulheres da Intersindical na noite de quinta-feira (17), em São Paulo, o papel estratégico da Intersindical Central da Classe Trabalhadora no atual contexto político e a urgência do feminismo classista. “Quis a

Rute Alonso: Mulheres têm que assumir o protagonismo de suas histórias

A militante feminista Rute Alonso, da União de Mulheres, foi uma das convidadas para a mesa de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, na noite de quinta-feira (17), em São Paulo. Ela lembra que “reconhecer a desigualdade de gênero é o primeiro passo em direção à transformação dessa realidade”

Luciete Silva: racismo continua latente e escravidão ainda é tema do século 21

O racismo continua latente na sociedade brasileira, produzindo profundas desigualdades econômicas, sociais e culturais. “E a elite insiste em propagar uma invisibilidade ou até mesmo naturalizar a condição de desvantagem da população negra”, lembrou Luciete Silva, do Círculo Palmarino, durante a mesa de abertura do 1° Encontro de Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Programação do 1º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Abaixo segue a programação oficial do 1º Congresso da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, que ocorre entre os dias 18 e 20 de março, precedido pelo 1º Encontro de Mulheres da Intersindical, nos dias 17 e 18 de março: Encontro das Mulheres Trabalhadoras da Central 17/03 – 5ª feira 17h – Abertura do Encontro

Denise Gentil explica o falso déficit da previdência

Denise Gentil explica o falso déficit da previdência

O Encontro de Mulheres da Intersindical, marcado para o próximo dia 17 de março, às 17h30, na Quadra dos Bancários, em São Paulo, tem como destaque a presença da professora do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Lobato Gentil. Ela vai nos municiar com argumentos consistentes contra a reforma da Previdência e descortinar a farsa contábil que transforma em déficit o superávit do sistema previdenciário brasileiro.

1º Congresso: consolidar a central e fortalecer as lutas

Em defesa da aposentadoria, do emprego e dos direitos. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora fará seu primeiro congresso nacional nos dias 18, 19 e 20 de março de 2016, na cidade de São Paulo. A entidade, fundada em 2014, reúne sindicatos, associações com caráter sindical, grupos que atuam em oposições e minorias sindicais e

1º Congresso Intersindical: venha se somar à luta contra a retirada de direitos dos trabalhadores!

O 1° Congresso Intersindical Central da Classe, a se realizar nos próximos dias 18, 19 e 20 de março de 2016, em São Paulo / SP, vai reunir sindicatos, oposições sindicais, associações de trabalhadores, grupos de trabalho organizados em oposições e minorias sindicais e movimentos populares de trabalhadores da cidade e do campo para debater

Cadastramento de entidades para participação no 1º Congresso da Intersindical

→ INSCRIÇÕES ENCERRADAS Clique abaixo no link que corresponde à sua organização. ATENÇÃO: Este não é um cadastro individual, mas apenas para a entidade. Cadastro de sindicato Cadastro de minoria sindical Cadastro de oposição sindical Cadastro de associação Cadastro de movimento popular Cadastro para observadores (individual) Baixe aqui o modelo de ata e lista de

Combater a dispersão e afirmar a solidariedade de classe

A reorganização do capitalismo promoveu profundas transformações no chamado “mundo do trabalho”. Não somos mais a classe trabalhadora fordista, concentrada em grandes unidades, com um determinado tipo de rotinas de trabalho que permitia menores dificuldades de organização e luta. Fragmentados e dispersos e submetidos a diversos tipos de contratação do trabalho (terceirizados, contratados diretamente, informais,

Quem pode participar do 1º Congresso?

Participam do congresso representantes eleitos nas assembleias dos sindicatos, associação com caráter sindical, oposição ou grupos minoritários em diretorias sindicais. Movimentos populares que organizam trabalhadoras e trabalhadores por terra, moradia ou políticas públicas também podem eleger representantes para o congresso. Nosso 1º congresso será aberto à participação de todas as entidades dispostas a construir a

Avançar na organização para fortalecer as lutas

Nos dias 18, 19 e 20 de Março de 2016 acontecerá, na cidade de São Paulo, o 1º Congresso Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Na noite do dia anterior, dia 17/03, teremos o 2º Encontro das Mulheres Trabalhadoras da Central. Fundada em março de 2014, a Intersindical já figura no cenário nacional como

Quem Somos - INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora

Quem somos

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora foi fundada em Congresso Nacional realizado na cidade de São Paulo nos dias 28, 29 e 30 de março de 2014. O Congresso de Fundação reuniu representações de sindicatos de 19 estados, de todas as regiões do País e a Central vem se consolidando como instrumento a serviço da organização e das lutas da nossa classe.

Top