bradesco

O bancário trabalhou até dia 29/4. Depois do contato do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, o banco disse que irá desinfectar a agência da Ponta da Praia, em Santos/SP e manterá os bancários, a partir de agora, em quarentena, colocando em seus lugares a equipe que estava em teletrabalho (home office)

Nos dias 08, 09 e 10 de junho a categoria bancária, dos bancos públicos e privados, realizará a Conferência Nacional dos Bancários em São Paulo. A atividade tem como objetivo debater e definir estratégia de luta para garantir os direitos, o emprego, a defesa da Convenção Coletiva de Trabalho – CCT e dos bancos públicos e privados.

O lucro líquido dos maiores bancos do Brasil no primeiro trimestre do ano foi o maior desde o 2º trimestre de 2015. De janeiro a abril, Itaú Unibanco, Banco do Brasil, Bradesco e Santander somaram juntos ganhos de R$ 16,3 bilhões. O resultado é 13,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Além de dispensar milhares de trabalhadores, instituições financeiras lucram também com rotatividade, pagando salários bem menores aos admitidos do que recebiam os dispensados.

Depois de fechar 565 unidades e extinguir quase 10 mil postos de trabalho em 2017, ao mesmo tempo que obteve um lucro de R$ 19 bilhões nesse mesmo período, o novo presidente do Bradesco declarou que pode encerrar o funcionamento de até 200 agências este ano.

19 FEV – DIA DE LUTA: greves, paralisações e manifestações em todo país! CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O JORNAL DA INTERSINDICAL OU LEIA ONLINE. Pressão total sobre os deputados. Do voto do deputado na reforma, dependerá o voto  do povo trabalhador nas eleições. Se votar, não volta!

O lucro líquido dos 4 maiores bancos do Brasil cresceu 10,4% no 3º trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica, a soma dos ganhos de Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander no período entre julho e setembro foi de R$ 13,6 bilhões ante R$ 12,3 bilhões no 3º trimestre de 2016.

Ex-gerente teve quadro de depressão agravado em função das condições de trabalho que implicavam críticas do superintendente feitas em público e de maneira depreciativa.

PDV: Novos contratados recebem 60% do salário de  quem saiu. Imediatamente depois da sanção do projeto de “reforma” trabalhista, agora Lei 13.467, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Banrisul anunciaram programas de demissão voluntárias. No caso do Bradesco, o Programa de Demissão Voluntária (PDV) foi anunciado na quinta-feira (13), mesmo dia da sanção da lei.

Apesar de negarem a relação entre uma coisa e a outra, o fato é que ambos os bancos abriram programas de demissão voluntária na mesma semana em que a reforma trabalhista foi sancionada por Temer

Os bancos Itaú e Bradesco divulgaram o lucro do primeiro trimestre deste ano, deixando evidente, mais uma vez, que não há crise para banqueiros. Com crescimento de 13% em doze meses, o Bradesco obteve um Lucro Líquido Ajustado de R$ 4,648 bilhões de janeiro a março de 2017. No mesmo período, o Itaú obteve lucro ainda maior: R$ 6,2 bilhões, um aumento de 19,64% em relação ao mesmo período de 2016.

Apesar de ter uma queda de 13%, os bancos brasileiros conseguiram se manter como o setor que mais lucrou no País em 2016, segundo levantamento feito pela consultoria Economatica com as empresas listadas na Bolsa. Com 23 instituições, o bancos conseguiram lucrar R$ 48,595 bilhões no ano passado.

No primeiro bimestre de 2017, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), os bancos brasileiros fecharam 2.535 postos de trabalho no Brasil. Esse saldo representa um crescimento de 223,75% em relação ao mesmo período de 2016, quando o saldo foi negativo em 783 postos de trabalho bancário.

A Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul condenou o Bradesco a pagar uma indenização de R$ 800 milhões ao Fundo de Amparo ao Trabalhador por dispensa discriminatória e sonegação de valores a empregados. De acordo com o Ministério Público do Trabalho, autor da ação civil pública que originou a condenação, a empresa demitiu dois irmãos que trabalhavam em diferentes agências do banco, no mesmo dia, em represália pelo pai deles, um ex-gerente do banco, ter entrado com uma reclamação trabalhista contra o Bradesco.

Foi divulgada na quarta-feira, 28, a pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged). O estudo aponta que de janeiro a outubro de 2016 os bancos brasileiros fecharam 10.009 postos de trabalho no Brasil, uma quantia que supera o total fechado em 2015, que foi de 9.886. O número de 2016 representa um aumento de 58,4% em relação ao número de postos fechados no mesmo período no ano passado, que foi 6.319.

O encerramento de unidades pode ocorrer nos próximos meses e atendimento será transferido para postos de atendimento menores, precarizando ainda mais o atendimento aos clientes e as condições de trabalho dos bancários.

Durante movimento legítimo da categoria, contrato de trabalho fica suspenso, portanto, não se pode falar em abandono de emprego; extensão da paralisação também não leva automaticamente a dissídio. A greve continua por tempo indeterminado! Diante da intransigência da federação dos bancos (Fenaban), que insiste em proposta rebaixada para salários, pisos, vales e auxílios e não …

Lei não estipula prazo para greve dos bancários Leia mais »

A quinta semana da greve dos bancários começou nesta segunda-feira (3) com 359 agências fechadas no Espírito Santo, o número representa 80% da totalidade de agências bancárias do estado e marca um recorde histórico. São 28 dias de greve, número que supera a marca história do movimento paredista de 2004. A greve persiste após a rodada de negociação da última semana devido a insatisfação da categoria com a proposta apresentada pela Fenaban. Na noite de hoje, os bancários se reúnem em plenária no Centro Sindical para formular estratégias para ampliar a mobilização local da greve.

Fenaban mantém postura intransigente e insiste em manter política de rebaixamento de salário da categoria.

Greve só continua porque bancos, que lucraram quase R$ 30 bi em seis meses, querem pagar aumento mais baixo que a inflação para os funcionários.

A greve dos bancários completa 22 dias, nesta terça (27/9), o movimento já é maior que o ano passado quando durou 21 dias. O Comando Nacional dos Bancários enviou carta à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) reiterando a disposição para negociar

Trezentos e cinqüenta e três. Esse é o número de agências fechadas no Espírito Santo nesta sexta-feira, 23, décimo sétimo dia de greve da categoria. Os bancos continuam negando as reivindicações dos bancários e não há previsão de nova negociação entre o Comando Nacional da categoria e a Fenaban. Mapa de greve Na Grande Vitória, …

Greve dos bancários: capixabas seguem firme com 353 agências fechadas Leia mais »

Vamos para o 18º dia de greve nesta sexta-feira (23), na maior greve nacional da história lutando por salário digno e melhores condições de trabalho. Em Santos 90% continuam de braços cruzados. Nas demais cidades 70% Os bancários intensificaram a greve em todo o país em resposta ao silêncio intransigente dos banqueiros, que se negam …

Bancários fazem a maior greve da história Leia mais »

Em duas semanas de mobilização nacional, categoria mostra disposição para lutar por aumento digno, valorização da PLR, dos vales, auxílio-creche, respeito aos empregos e fim das metas.

No primeiro semestre de 2016 o lucro líquido dos cinco maiores bancos que atuam no Brasil (Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa) somou R$ 29,7 bilhões. Em contrapartida, houve extinção de 13.606 postos de trabalho no período de um ano. Entre junho de 2015 e junho de 2016, o total de empregados nas cinco instituições passou de 439.422 para 425.216.

Apesar de tantos lucros explorando a população, seus funcionários e os recursos do tesouro nacional – através do recebimento das taxas de juros que remuneram os títulos da dívida pública – os bancos apresentaram uma proposta 2,39% inferior à inflação do período. A categoria reivindica 14,78%, referentes à inflação mais 5% de aumento real.

Parece inacreditável, mas os bancos que mais lucram no mundo, sim no mundo, oferecem reajuste abaixo da “manipulada” inflação de 9,62%. As filiais do Santander no Brasil são as que dão o maior lucro aos espanhóis, o Itaú, BB e Bradesco figuram entre os primeiros do ranking mundial de rentabilidade. Mesmo assim, os bancos, irredutíveis, continuam oferecendo 7% e abono único de R$ 3,300.

Em rodada de negociação ocorrida em São Paulo nesta quinta-feira, 15, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou nenhuma proposta para a categoria bancária. Além disso, a reunião chegou ao fim sem que uma nova negociação fosse agendada. “Agindo dessa forma, a Fenaban se mostra intransigente e desrespeitosa com os trabalhadores e clientes. Prosseguimos …

Rodada de negociação termina sem que a fenaban apresente propostas Leia mais »

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) está irredutível em aplicar reajuste com índice abaixo da inflação para àqueles que trabalham, lucram e enchem os cofres dos banqueiros, mais do que qualquer outro setor da economia. Os cinco maiores bancos tiveram o lucro mais alto, entre todos, no 1º semestre: R$ 29,7 bilhões (Itaú, Bradesco, Santander, BB e Caixa).

A greve dos bancários continua crescendo no Espírito Santo. Nesta segunda-feira, 12, chegou a 326 o número de agências fechadas no Estado, 12 a mais do que o registrado na última sexta-feira, e 70 a mais quando comparado ao primeiro dia da greve, iniciada em 6 de setembro.

Já vamos para o 8º dia de greve, nesta terça (13/9). A situação em Santos é de 90% da categoria paralisada. Nas demais cidades da Baixada Santista as paralisações atingem 70% das agências. Os bancários e bancárias continuaram com determinação a greve nesta segunda-feira 12. Vão para o 8º dia de greve (terça) unificados e …

Greve dos Bancários forte exige respeito nas negociações! Leia mais »

Os bancários voltaram à mesa de negociações na sexta-feira (9) com a mesma postura que tiveram nas cinco rodadas realizadas até agora: cobram aumento real e decente para salários, PLR, vales, proteção aos empregos, melhores condições de trabalho. Pela manhã, a Fenaban apresentou uma proposta de 7% de reajuste mais R$ 3,3 mil de abono. …

Greve dos bancários segue forte na próxima semana Leia mais »

Bancários e bancárias estão revoltados com os patrões banqueiros que oferecem reajuste de 6,5%, que representa apenas 68% da inflação (INPC projetado em 9,57%), e um único abono de R$ 3 mil. A greve nacional e por tempo indeterminado começou forte neste primeiro dia (6/9) na região.

Os bancários da Baixada Santista aprovaram em assembleia, dia 04, na Av. Washington Luiz, 140, em Santos/SP, índice de 5% de aumento mais a inflação projetada de 9,31%, no total de 14,78% de reajuste na Campanha Salarial 2016. Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, ressaltou que tendo em vista a …

Bancários de todo o país reivindicam 14,78% Leia mais »

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e mais nove pessoas por suposto envolvimento em esquema de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Com isso, Trabuco e os demais denunciados passam …

Juiz aceita denúncia contra presidente do Bradesco Leia mais »

Setor dos mais lucrativos da economia continua extinguindo empregos; em dezembro foram 1.639 vagas a menos, segundo Caged O setor bancário brasileiro, um dos mais lucrativos da economia, continua cortando postos de trabalho no país. Em 2015, os bancos extinguiram 9.886 empregos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. …

Bancos cortaram 9,9 mil postos de trabalho em 2015 Leia mais »