bancos

Atualmente, as camadas mais ricas da população brasileira desferem os mais violentos ataques contra os Serviços Públicos e contra os Direitos da população.

Milhares de bancários, em diversas regiões do país, cruzaram os braços nessa quarta-feira (22), em mais um dia de paralisações e pressões sobre os bancos.

Entrevista Mané Gabeira, bancário do Itaú, é membro da Direção Nacional da Intersindical, além de diretor da Contraf/ CUT, membro da diretoria do Sindicato dos Bancários de São Paulo pela corrente “Bancários na Luta”.

Além de dispensar milhares de trabalhadores, instituições financeiras lucram também com rotatividade, pagando salários bem menores aos admitidos do que recebiam os dispensados.

Segundo o desembargador, “o que se esperaria de uma sociedade minimamente civilizada é que os prepostos de uma instituição financeira do porte do Itaú tivessem um mínimo de discernimento para analisar o caso”

19 FEV – DIA DE LUTA: greves, paralisações e manifestações em todo país! CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O JORNAL DA INTERSINDICAL OU LEIA ONLINE. Pressão total sobre os deputados. Do voto do deputado na reforma, dependerá o voto  do povo trabalhador nas eleições. Se votar, não volta!

A Caixa foi responsável pelo fechamento de 6.827 postos de trabalho em 2017, sendo 3.039 em março e 2.302 em agosto, os dois piores saldos apresentados

O lucro líquido dos 4 maiores bancos do Brasil cresceu 10,4% no 3º trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica, a soma dos ganhos de Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Santander no período entre julho e setembro foi de R$ 13,6 bilhões ante R$ 12,3 bilhões no 3º trimestre de 2016.

O Conselho de Administração (CA) da Caixa pode votar nesta quarta-feira 18, alterações no estatuto da empresa. Entre os itens há mudanças que interferem no direito dos trabalhadores e uma transformação substancial, fazendo com que a instituição se torne uma sociedade anônima (S/A). A conselheira que representa os empregados, Rita Serrano, vai votar contra essa proposta de alteração do estatuto.

Descumprindo o Acordo Coletivo de Trabalho, a Caixa começou a implementar nas agências e departamentos a jornada flexível para todos os empregados, se recusando a fazer o pagamento das horas extras. A prática foi verificada no fechamento dos contracheques de setembro em várias agências do Espírito Santo. O Sindicato alerta que medida é ilegal e orienta bancários a não assinarem o ponto cujo registro for feito como flexível.

Uma bancária de Jundiaí ganhou um processo referente a 7ª e 8ª horas e PLR proporcional. A sentença, proferida no dia 25 de agosto pela juíza Cristiane Helena Pontes, condena o Itaú a pagar R$ 80 mil para a funcionária, que de 2011 a 2015 atuou com a função de assessora operacional de empresas.

Grito dos Excluídos 2017 – O povo da rua não é lixo! Polícia leva cobertores e materiais de trabalho de quem dorme na rua desde que iniciou a gestão. A população de rua recebe jatos de água na madrugada mais fria do ano. Guarda Civil tenta impedir distribuição de sopa quente para moradores de rua e dependentes químicos no dia seguinte.

Uma normativa da Caixa Econômica Federal  sobre trabalho temporário  define que a partir de agora os trabalhadores serão contratados por meio de empresas especializadas na prestação de serviços temporários para realizar as tarefas de técnico bancário e não terão nenhum vínculo empregatício com a Caixa.

Índice, cobrado de quem nem consegue fazer o pagamento mínimo, subiu 6,8 pontos percentuais entre maio e junho, segundo o Banco Central.

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgaram, na última quarta-feira 10/05, um levantamento que aponta que os bancos são responsáveis por 48,36% das dívidas dos brasileiros no País.

No primeiro bimestre de 2017, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), os bancos brasileiros fecharam 2.535 postos de trabalho no Brasil. Esse saldo representa um crescimento de 223,75% em relação ao mesmo período de 2016, quando o saldo foi negativo em 783 postos de trabalho bancário.

A Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul condenou o Bradesco a pagar uma indenização de R$ 800 milhões ao Fundo de Amparo ao Trabalhador por dispensa discriminatória e sonegação de valores a empregados. De acordo com o Ministério Público do Trabalho, autor da ação civil pública que originou a condenação, a empresa demitiu dois irmãos que trabalhavam em diferentes agências do banco, no mesmo dia, em represália pelo pai deles, um ex-gerente do banco, ter entrado com uma reclamação trabalhista contra o Bradesco.

Banco do Brasil, Itaú, Caixa Econômica Federal e Bradesco concentram juntos 72,4% dos ativos e 80% do crédito concedido no País.

O Banco ocupa o 7ª lugar das empresas que mais respondem a processos trabalhistas no país. É responsável pelo aumento de 356% dos benefícios do INSS concedidos por transtornos mentais de 2005 a 2014 e pelo gasto de R$ 485 milhões da Previdência com doenças ocupacionais.

Foi divulgada na quarta-feira, 28, a pesquisa do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged). O estudo aponta que de janeiro a outubro de 2016 os bancos brasileiros fecharam 10.009 postos de trabalho no Brasil, uma quantia que supera o total fechado em 2015, que foi de 9.886. O número de 2016 representa um aumento de 58,4% em relação ao número de postos fechados no mesmo período no ano passado, que foi 6.319.

O encerramento de unidades pode ocorrer nos próximos meses e atendimento será transferido para postos de atendimento menores, precarizando ainda mais o atendimento aos clientes e as condições de trabalho dos bancários.

Saiba mais: → Câmara aprova PEC 241 em 2º turno, mas a luta continua no Senado → Entrevista com Amauri Soares: PLP 257 e PEC 241 exterminam de vez com os direitos dos brasileiros → Vitor Hugo Tonin: PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas A diretora do Fundo Monetário …

FMI faz recomendação expressa em favor da PEC 241 Leia mais »

Durante movimento legítimo da categoria, contrato de trabalho fica suspenso, portanto, não se pode falar em abandono de emprego; extensão da paralisação também não leva automaticamente a dissídio. A greve continua por tempo indeterminado! Diante da intransigência da federação dos bancos (Fenaban), que insiste em proposta rebaixada para salários, pisos, vales e auxílios e não …

Lei não estipula prazo para greve dos bancários Leia mais »

A quinta semana da greve dos bancários começou nesta segunda-feira (3) com 359 agências fechadas no Espírito Santo, o número representa 80% da totalidade de agências bancárias do estado e marca um recorde histórico. São 28 dias de greve, número que supera a marca história do movimento paredista de 2004. A greve persiste após a rodada de negociação da última semana devido a insatisfação da categoria com a proposta apresentada pela Fenaban. Na noite de hoje, os bancários se reúnem em plenária no Centro Sindical para formular estratégias para ampliar a mobilização local da greve.

Fenaban mantém postura intransigente e insiste em manter política de rebaixamento de salário da categoria.

Greve só continua porque bancos, que lucraram quase R$ 30 bi em seis meses, querem pagar aumento mais baixo que a inflação para os funcionários.

A greve dos bancários completa 22 dias, nesta terça (27/9), o movimento já é maior que o ano passado quando durou 21 dias. O Comando Nacional dos Bancários enviou carta à Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) reiterando a disposição para negociar

Trezentos e cinqüenta e três. Esse é o número de agências fechadas no Espírito Santo nesta sexta-feira, 23, décimo sétimo dia de greve da categoria. Os bancos continuam negando as reivindicações dos bancários e não há previsão de nova negociação entre o Comando Nacional da categoria e a Fenaban. Mapa de greve Na Grande Vitória, …

Greve dos bancários: capixabas seguem firme com 353 agências fechadas Leia mais »

Trabalhadores de diversas categorias se uniram na tarde desta quinta-feira, 22, para denunciar os ataques do governo Temer aos direitos trabalhistas, à Previdência Social e aos serviços públicos. Eles se concentraram na Praça Pio XII, no Centro de Vitória, e marcharam pelas ruas do Centro dialogando com a população sobre a necessidade de construir uma …

Trabalhadores denunciam ataques a direitos em ato no centro de Vitória (ES) Leia mais »

Vamos para o 18º dia de greve nesta sexta-feira (23), na maior greve nacional da história lutando por salário digno e melhores condições de trabalho. Em Santos 90% continuam de braços cruzados. Nas demais cidades 70% Os bancários intensificaram a greve em todo o país em resposta ao silêncio intransigente dos banqueiros, que se negam …

Bancários fazem a maior greve da história Leia mais »

Em duas semanas de mobilização nacional, categoria mostra disposição para lutar por aumento digno, valorização da PLR, dos vales, auxílio-creche, respeito aos empregos e fim das metas.

No primeiro semestre de 2016 o lucro líquido dos cinco maiores bancos que atuam no Brasil (Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil e Caixa) somou R$ 29,7 bilhões. Em contrapartida, houve extinção de 13.606 postos de trabalho no período de um ano. Entre junho de 2015 e junho de 2016, o total de empregados nas cinco instituições passou de 439.422 para 425.216.

Apesar de tantos lucros explorando a população, seus funcionários e os recursos do tesouro nacional – através do recebimento das taxas de juros que remuneram os títulos da dívida pública – os bancos apresentaram uma proposta 2,39% inferior à inflação do período. A categoria reivindica 14,78%, referentes à inflação mais 5% de aumento real.

Parece inacreditável, mas os bancos que mais lucram no mundo, sim no mundo, oferecem reajuste abaixo da “manipulada” inflação de 9,62%. As filiais do Santander no Brasil são as que dão o maior lucro aos espanhóis, o Itaú, BB e Bradesco figuram entre os primeiros do ranking mundial de rentabilidade. Mesmo assim, os bancos, irredutíveis, continuam oferecendo 7% e abono único de R$ 3,300.

Em rodada de negociação ocorrida em São Paulo nesta quinta-feira, 15, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou nenhuma proposta para a categoria bancária. Além disso, a reunião chegou ao fim sem que uma nova negociação fosse agendada. “Agindo dessa forma, a Fenaban se mostra intransigente e desrespeitosa com os trabalhadores e clientes. Prosseguimos …

Rodada de negociação termina sem que a fenaban apresente propostas Leia mais »

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) está irredutível em aplicar reajuste com índice abaixo da inflação para àqueles que trabalham, lucram e enchem os cofres dos banqueiros, mais do que qualquer outro setor da economia. Os cinco maiores bancos tiveram o lucro mais alto, entre todos, no 1º semestre: R$ 29,7 bilhões (Itaú, Bradesco, Santander, BB e Caixa).

A greve dos bancários continua crescendo no Espírito Santo. Nesta segunda-feira, 12, chegou a 326 o número de agências fechadas no Estado, 12 a mais do que o registrado na última sexta-feira, e 70 a mais quando comparado ao primeiro dia da greve, iniciada em 6 de setembro.

Já vamos para o 8º dia de greve, nesta terça (13/9). A situação em Santos é de 90% da categoria paralisada. Nas demais cidades da Baixada Santista as paralisações atingem 70% das agências. Os bancários e bancárias continuaram com determinação a greve nesta segunda-feira 12. Vão para o 8º dia de greve (terça) unificados e …

Greve dos Bancários forte exige respeito nas negociações! Leia mais »

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE) presta total solidariedade e apoio a greve deflagrada pelos bancários, na última terça-feira (6). Em 2015, os bancos que operam no Brasil obtiveram lucros superiores aos 28% em relação ao ano anterior. A quantia ultrapassa os 74 Bilhões de reais. A verdade é que enquanto os bancos …

PE: Sinpol apoia a luta dos bancários Leia mais »

Os bancários voltaram à mesa de negociações na sexta-feira (9) com a mesma postura que tiveram nas cinco rodadas realizadas até agora: cobram aumento real e decente para salários, PLR, vales, proteção aos empregos, melhores condições de trabalho. Pela manhã, a Fenaban apresentou uma proposta de 7% de reajuste mais R$ 3,3 mil de abono. …

Greve dos bancários segue forte na próxima semana Leia mais »

Bancários e bancárias estão revoltados com os patrões banqueiros que oferecem reajuste de 6,5%, que representa apenas 68% da inflação (INPC projetado em 9,57%), e um único abono de R$ 3 mil. A greve nacional e por tempo indeterminado começou forte neste primeiro dia (6/9) na região.

Em mais uma tentativa de desmobilizar a categoria para a greve, o Itaú dá provas de que o reajuste salarial proposto pelos banqueiros é ruim para os/as trabalhadores/as. Fingindo se preocupar com os/as empregados/as, o Comitê Executivo do banco espalhou nesta quinta-feira (1/9) um e-mail para tentar iludir a categoria distorcendo alguns fatos. O Itaú …

Itaú tenta iludir bancários e desmobilizar categoria Leia mais »

Proposta de 6,5% sequer cobre inflação! Após quatro rodadas de negociação, ocorridas entre os dias 18 e 29/8, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) desrespeita mais uma vez a categoria bancária e oferece reajuste de 6,5%, que representa apenas 68% da inflação (INPC projetado em 9,57%),  e um único abono de R$ 3 mil. Diante …

Bancários iniciam greve nacional no próximo dia 6 de setembro Leia mais »

Um dos principais motivadores para o aumento das receitas foi o controle de despesa administrativa, como a redução de empregados. Em 2015 a Caixa fechou o primeiro semestre com cerca de 98 mil empregados. Já em junho deste ano a instituição financeira contava com um pouco mais de 95,6 mil. O balanço semestral da Caixa …

Lucro da Caixa foi de R$ 2,4 bilhões no primeiro semestre Leia mais »

Os bancários da Baixada Santista aprovaram em assembleia, dia 04, na Av. Washington Luiz, 140, em Santos/SP, índice de 5% de aumento mais a inflação projetada de 9,31%, no total de 14,78% de reajuste na Campanha Salarial 2016. Eneida Koury, presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, ressaltou que tendo em vista a …

Bancários de todo o país reivindicam 14,78% Leia mais »

Com saldo atual de mais de R$ 300 bilhões, o FGTS atrai a cobiça do sistema financeiro privado que pretende, com apoio do governo Temer, quebrar o monopólio da Caixa na gestão do Fundo Além da degradação das condições de trabalho, o desmonte da Caixa 100% pública passa também pela retirada de áreas estratégicas do …

Gestão do FGTS é novo alvo do Governo Temer e do setor privado Leia mais »

O juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília, aceitou denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e mais nove pessoas por suposto envolvimento em esquema de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Com isso, Trabuco e os demais denunciados passam …

Juiz aceita denúncia contra presidente do Bradesco Leia mais »

Os juros médios cobrados pelos bancos nas operações com cheque especial atingiram o maior patamar dos últimos 22 anos. No cheque especial, subiram de 311,5% em maio para 315,7% ao ano em junho – a maior taxa desde o início da série histórica, em julho de 1994. Nos primeiros seis meses do ano, a taxa …

Juros do cheque especial atinge o patamar mais alto em 22 anos Leia mais »

O número mais que dobrou em relação ao ano passado, com crescimento de mais de 105%. Do total de desligamentos, 61% foram por demissão sem justa causa O desemprego no setor bancário atinge números alarmantes. Apenas de janeiro a maio de 2016, já foram fechados 5.998 postos de trabalho. Em relação ao mesmo período do …

Bancos fecham quase 6 mil postos de trabalho em cinco meses Leia mais »

A diretoria do Santander obteve um Interdito Proibitório, nesta quarta (15/6), e enviou a polícia militar para abrir a agência do Santander/Pça. Coronel Lopes (São Vicente), que estava paralisada desde o dia 10/6/2016. Em 13/6, o protesto tinha sido ampliado para a agência da Presidente Wilson (SV), que também foi aberta pela PM. As paralisações, …

Santander demite, enfatiza assédio e utiliza polícia contra bancários Leia mais »

Enquanto uma parcela da classe média e da população brasileira segue envenenada pelo ódio e o preconceito contra um governo que apostou na conciliação entre as classes, os bancos e uma minoria de rentistas seguem amealhando fortunas, aproveitando-se das taxas de juros e do modelo econômico excludente. O ódio e o preconceito foram estimulados pela …

Juros, extorsão e golpe! Leia mais »

Juros de cartão de crédito sobem para 439,5% ao ano As taxas de juros continuam subindo no início deste ano. Segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (24), a taxa de juros do rotativo do cartão de crédito subiu 8,1 pontos percentuais de dezembro para janeiro, quando atingiu 439,5% ao ano. É a maior …

Juros de cartão de crédito disparam e batem recorde Leia mais »

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora A quarta maior greve da história da categoria bancária foi encerrada nesta segunda-feira (26) após assembleia que determinou o fim dos 21 dias de confronto acirrado dos trabalhadores com os banqueiros. Ficou acertado um reajuste de 10% sobre os salários, o piso e a participação nos lucros e resultados …

Bancários de volta ao trabalho após 21 dias de greve Leia mais »

Leia também: → Agenda do golpe avança na Câmara e PEC 241 é aprovada em 1º turno → Câmara aprova venda de até 100% do pré-sal às multinacionais Com a estratégia de atender seus clientes de forma cada vez mais digital, banco presidido por Roberto Setubal tem planos de fechar 15% de suas atuais quatro mil …

Nova política do Itaú pode levar a 30 mil demissões Leia mais »

Os balanços do primeiro semestre divulgados pelos maiores bancos do país mostram com mais nitidez o que os clientes já estão sentindo no bolso há algum tempo: o preço das tarifas e serviços cobrados por essas instituições tem subido muito além da inflação, ajudando a inflar os ganhos do setor financeiro. Em alguns casos, esses …

Preços de tarifas e serviços de bancos sobem acima da inflação Leia mais »

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora “Sem luta política não há saída para o Brasil”. A afirmação é do economista e professor universitário Odilon Guedes, mestre em Economia pela PUC, diretor do Sindicato dos Economistas do Estado de São Paulo e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Nível Universitário. Em entrevista exclusiva ao site da …

Odilon Guedes | Sem luta política não há saída para o Brasil Leia mais »

Levantamento do Procon apontou que cinco dos sete bancos pesquisados aumentaram taxas dessa modalidade de crédito em julho O levantamento mensal da Fundação Procon-SP, realizada no dia 2 de julho, identificou que a taxa média de juros cobrada pelos bancos no cheque especial atingiu 11,49% a.m., o maior patamar desde novembro de 1995 (11,71% a.m.). …

Juros do cheque especial é o maior desde 1995 Leia mais »