STF prepara manobra para manter Renan na presidência do Senado e votar a agenda do golpe

STF prepara manobra para manter Renan na presidência do Senado e votar a agenda do golpe

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e amiga pessoal de Michel Temer, ministra Cármen Lúcia, já avisou que pode votar às pressas, nesta quarta-feira (7), o julgamento da liminar que permitirá ou não a permanência de Renan Calheiros (PMDB-AL) na Presidência do Senado.

A decisão de afastar Renan temporariamente do cargo veio do ministro Marco Aurélio Mello. Ele atendeu a uma ação ajuizada pela Rede alegando que réus não podem estar na linha sucessória da Presidência da República.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Renan virou réu na última quinta-feira, quando o STF aceitou denúncia da Procuradoria-geral da República (PGR) contra ele pelo crime de peculato.  

O afastamento de Renan é um pesadelo para o governo, pois coloca o senador Jorge Viana (PT-AC) no comando do Senado, o que pode dificultar a aprovação da agenda do golpe.

Como Viana ficará com o controle da agenda de votações do Senado a pressão sobre ele é intensa. Os trabalhadores e a juventude esperam que Jorge Viana não coloque em votação a PEC 55 na semana que vem, nem a leitura do relatório do PLC 30 (da terceirização).

Por isso, o governo Temer conta com a força de Carmén Lúcia para julgar em tempo recorde a liminar de Renan e reconduzi-lo de volta ao cargo.

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Inscreva-se
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
TANIA MARA LEME VIEIRA
5 anos atrás

Quero que a constituição federal prevaleça acesses descalabro. Portanto não as PECs robfim do mundo, verdadeiro sacrilégio da classe trabalhadora e retrocesso de mais de 200 anos

Robson Santos
Robson Santos
5 anos atrás

Essa justiça brasileira é podre, casuísta, delonga ou apressa processos de acordo com os interesses do bando a que servem. Todos nas mãos do complexo CIA/PF/Mídia, prontos a devassar suas vidas, manchando suas impolutas biografias…