Sindicatos reunidos em Passos, Sudoeste de MG, no Dia Nacional de Lutas, elaboraram o seguinte manifesto:

Sindicatos reunidos em Passos, Sudoeste de MG, no Dia Nacional de Lutas, elaboraram o seguinte manifesto:

Sindicatos reunidos em Passos, Sudoeste de MG, no Dia Nacional de Lutas, elaboraram o seguinte manifesto:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Nenhum direito a menos

As entidades sociais e sindicais que assinam o presente MANIFESTO vêm a público informar que está declarada guerra contra o governo golpista de Michel Temer e todas as entidades e parlamentares que o apoiam na retirada de direitos trabalhistas e sociais.

Utilizando-se de falsa justificativa de que quer salvar o Brasil, Temer propõe uma pauta conservadora não eleita pelo povo brasileiro, que inclui a supressão de direitos históricos dos trabalhadores e trabalhadoras deste país. Dentre as medidas propostas está o aumento da idade de aposentadoria, aumento da jornada de trabalho, flexibilização das leis trabalhistas, terceirizações, retirada de recursos da saúde e educação, entrega do pré-sal e das empresas nacionais.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Temer diz que é preciso fazer sacrifícios. Aí vem a pergunta que não quer calar: que sacrifício está sendo proposto para os ricos?

O próprio Temer elegeu como prioridades a aprovação do PL 257 e da PEC 241. O PL 257, que atinge sobremaneira os servidores públicos, pois restringe reajustes salariais e concessão de vantagens, já foi aprovado na Câmara Federal e será analisado pelo Senado. Na votação da Câmara, ocorrida em 09/08/2016, 29 (vinte e nove) deputados federais de Minas Gerais, alguns deles com expressiva votação na região, votaram favoráveis ao PL 257, ou seja, contra os servidores públicos.

As entidades que assinam o presente manifesto decidiram, neste Dia Nacional de Lutas (22/09/2016) fazer ampla divulgação dos nomes dos deputados federais traidores que aprovaram o PL 257 e unificar a luta por nenhum direito a menos, com a compreensão de que o PL 257 atinge mais diretamente os servidores públicos e, em consequência disso os serviços públicos, e que é preciso a união de todos para barrar esse PL no Senado e impedir a aprovação das proposições que visam dificultar: ainda mais a aposentadoria, desmantelar o SUS e a educação pública e suprimir direitos de todas as categorias de trabalhadores. Tudo isso em benefício do mercado financeiro e dos empresários.

Decidimos também procurador os deputados federais através de seus apoiadores em cada município e cobrar deles posicionamento contra todas as proposições contrárias aos interesses dos trabalhadores e das trabalhadoras, com a advertência que faremos ampla campanha contra os parlamentares traidores e seus seguidores nos municípios.

Deputados Traidores de Minas Gerais que votaram favoravelmente ao PL 257:

PSDB – Bonifácio de Andrada, Domingos Sávio, Eduardo Barbosa, Marcus Pestana, Paulo Abi-Ackel e Rodrigo de Castro.

PMDB – Fábio Ramalho, Leonardo Quintão, Mauro Lopes, Rodrigo Pacheco e Saraiva Felipe.

PSD – Diego Andrade, Jaime Martins, Marcos Montes e Stefano Aguiar.

PP – Dimas Fabiano, Luiz Fernando Faria, Toninho Pinheiro.

DEM – Carlos Melles e Misael Varella.

PR – Aelton Freitas e Bilac Pinto.

PSB – Júlio Delgado e Tenente Lúcio

PHS – Marcelo Aro.

PROS – George Hilton.

PSL – Dâmina Pereira

PTdoB – Luis Tibé

Assinam: Sindicato de Servidores Públicos Municipais de Alpinópolis, Fortaleza de Minas, Itaú de Minas, Passos, e São José da Barra; SindUte, SINTEMAR, FORTES, MTL, INTERSINDICAL/MG.


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários