Sindicato dos Bancários de Santos faz 88 anos de luta

O SEEB de Santos e Região faz 88 anos nesta segunda-feira, 11, de muita luta e resistência pela categoria. Parabéns a todos que fizeram ou fazem parte desta construção!

O Sindicato dos Bancários de Santos e Região faz hoje, 11 de janeiro de 2021, 88 anos de combate, resistência, construções e lutas por melhores salários, PLR, direitos e, acima de tudo, respeito e dignidade para a categoria bancária da Baixada Santista e do Brasil.

Em plena pandemia, infelizmente com mais de 200 mil mortes, a diretoria e funcionários colocaram a máscara e não deixaram de defender e assessorar os bancários e bancárias e continuará fazendo porque tem História com H maiúsculo. Leia um pouco dela abaixo.

Feliz aniversário a todos que fizeram ou fazem parte disso!

Entre as atribuições do Sindicato estão:

• Serviços de assistência jurídica aos seus associados;

• Participar e representar os seus associados em processos legislativos de âmbito laboral e em processos de negociação salarial e em acordo ou convenção coletiva de trabalho;

• Representar e defender os interesses dos seus associados perante as autoridades administrativas, jurídicas e políticas. Para isso, o Sindicato tem de ser forte e isso necessita de maior participação dos bancários, tanto nas filiações como nas organizações das mobilizações e assembleias.

O que nosso Sindicato oferece?

1 – Defesa dos salários e direitos da categoria;

2 – Atendimento jurídico nas áreas cível, trabalhista e previdenciária;

3- Atendimento odontológico;

4 – Quadra de futebol soçaite;

5 – Piscina e churrasqueira;

6 – Locais para festas;

7 – Convênios em universidades, escolas, academias, centros estéticos e muitos outros;

8 – Barraca de Praia;

9 – Colônia de Férias;

10 – Sede totalmente informatizada e toda uma programação que incluem torneios de futebol soçaite, coral, bar cultural, palestras e etc.

O sindicato só existe por causa dos bancários. É preciso entender que fortalecer o sindicato é fortalecer a nós mesmos. Juntos Somos Mais Fortes!

Algumas conquistas do Sindicato para você, nada cai do céu:

1933 – Fundação do Sindicato dos Bancários de Santos e Região e Conquista da jornada de 6 horas;

1934 – 1ª Greve Nacional:

1 – Conquista da aposentadoria aos 30 anos de serviço e 50 anos de idade;

2 – Estabilidade após 2 anos de serviços (no setor público e privado);

3 – Criação do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Bancários – IAPB;

1946 – 2ª Greve nacional com duração de 19 dias, sindicatos sofrem intervenções;

1951 – A maior greve estadual realizada somente no Estado de São Paulo. Foram 69 dias de muita luta da categoria sofrendo repressão e prisões porque desafiavam a Lei de Greve que impedia o setor de bancário de ter esse direito;

1961 – Greve da Dignidade realizada pelos bancários do setor privado que conquistam o 13º Salário;

1962 – Conquistado em greve nacional o sábado livre;

1964 – Golpe Civil Militar:

1– Corte de direitos a liberdade de expressão, proibição de greve ou qualquer tipo de mobilização, extinção de direitos trabalhistas conquistados em outras décadas como a estabilidade, IAPB e outros;

2 – Intervenção no Sindicato dos Bancários de Santos e Região;

3- Perseguição, prisão e tortura de diretores bancários;

1989 – Conquista do Vale Refeição;

1990 – Conquista do Plano de Saúde;

1992 – Criação da Confederação Nacional dos Bancários (CNB/ CUT), conquista do Acordo Único Bancários para todo o País reivindicado desde 1951; Vale refeição unificado tanto para 6 como 8 horas e concessão durante o ano todo, inclusive nas férias; auxílio creche até 83 meses;

1994 – Vale Alimentação ou Cesta Alimentação;

1995 – Participação nos Lucros e Resultados – PLR;

2004 – Unificação da Categoria e uma das maiores greves nacionais realizada durante 30 dias que unificou bancários do setor público e privado nas reivindicações por um reajuste igualitário para todos conseguindo repor totalmente a inflação;

2005 -Formação da Intersindical;

2007– 13ª Vale ou Cesta Alimentação;

2008 – Aumento na distribuição da PLR;

2009 – Ampliação da licença maternidade de quatro para seis meses;

2014 – Fundação da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora. Uma Central combativa, autônoma com participação direta dos trabalhadores, sem interferência de partidos políticos, dos governos e dos patrões;

2016 – Conquista da ampliação da licença paternidade de 5 para 20 dias;

De 1933 até hoje – Organiza greves, mobiliza a categoria e representa os bancários diante da Fenaban para conquistar reajustes, a maioria acima da inflação e mais direitos.

FONTE: Sindicato dos Bancários de Santos e Região

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Top
0
Comentex
()
x