Sindicato dos Bancários de Santos faz 88 anos de luta

Sindicato dos Bancários de Santos faz 88 anos de luta

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

O SEEB de Santos e Região faz 88 anos nesta segunda-feira, 11, de muita luta e resistência pela categoria. Parabéns a todos que fizeram ou fazem parte desta construção!

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail em nossa newsletter.

O Sindicato dos Bancários de Santos e Região faz hoje, 11 de janeiro de 2021, 88 anos de combate, resistência, construções e lutas por melhores salários, PLR, direitos e, acima de tudo, respeito e dignidade para a categoria bancária da Baixada Santista e do Brasil.

Em plena pandemia, infelizmente com mais de 200 mil mortes, a diretoria e funcionários colocaram a máscara e não deixaram de defender e assessorar os bancários e bancárias e continuará fazendo porque tem História com H maiúsculo. Leia um pouco dela abaixo.

Feliz aniversário a todos que fizeram ou fazem parte disso!

sindicato dos bancarios de santos 1

Entre as atribuições do Sindicato estão:

• Serviços de assistência jurídica aos seus associados;

• Participar e representar os seus associados em processos legislativos de âmbito laboral e em processos de negociação salarial e em acordo ou convenção coletiva de trabalho;

• Representar e defender os interesses dos seus associados perante as autoridades administrativas, jurídicas e políticas. Para isso, o Sindicato tem de ser forte e isso necessita de maior participação dos bancários, tanto nas filiações como nas organizações das mobilizações e assembleias.

sindicato dos bancarios de santos 3

O que nosso Sindicato oferece?

1 – Defesa dos salários e direitos da categoria;

2 – Atendimento jurídico nas áreas cível, trabalhista e previdenciária;

3- Atendimento odontológico;

4 – Quadra de futebol soçaite;

5 – Piscina e churrasqueira;

6 – Locais para festas;

7 – Convênios em universidades, escolas, academias, centros estéticos e muitos outros;

8 – Barraca de Praia;

9 – Colônia de Férias;

10 – Sede totalmente informatizada e toda uma programação que incluem torneios de futebol soçaite, coral, bar cultural, palestras e etc.

O sindicato só existe por causa dos bancários. É preciso entender que fortalecer o sindicato é fortalecer a nós mesmos. Juntos Somos Mais Fortes!

sindicato dos bancarios de santos 2

Algumas conquistas do Sindicato para você, nada cai do céu:

1933 – Fundação do Sindicato dos Bancários de Santos e Região e Conquista da jornada de 6 horas;

1934 – 1ª Greve Nacional:

1 – Conquista da aposentadoria aos 30 anos de serviço e 50 anos de idade;

2 – Estabilidade após 2 anos de serviços (no setor público e privado);

3 – Criação do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Bancários – IAPB;

1946 – 2ª Greve nacional com duração de 19 dias, sindicatos sofrem intervenções;

1951 – A maior greve estadual realizada somente no Estado de São Paulo. Foram 69 dias de muita luta da categoria sofrendo repressão e prisões porque desafiavam a Lei de Greve que impedia o setor de bancário de ter esse direito;

1961 – Greve da Dignidade realizada pelos bancários do setor privado que conquistam o 13º Salário;

1962 – Conquistado em greve nacional o sábado livre;

1964 – Golpe Civil Militar:

1– Corte de direitos a liberdade de expressão, proibição de greve ou qualquer tipo de mobilização, extinção de direitos trabalhistas conquistados em outras décadas como a estabilidade, IAPB e outros;

2 – Intervenção no Sindicato dos Bancários de Santos e Região;

3- Perseguição, prisão e tortura de diretores bancários;

1989 – Conquista do Vale Refeição;

1990 – Conquista do Plano de Saúde;

1992 – Criação da Confederação Nacional dos Bancários (CNB/ CUT), conquista do Acordo Único Bancários para todo o País reivindicado desde 1951; Vale refeição unificado tanto para 6 como 8 horas e concessão durante o ano todo, inclusive nas férias; auxílio creche até 83 meses;

1994 – Vale Alimentação ou Cesta Alimentação;

1995 – Participação nos Lucros e Resultados – PLR;

2004 – Unificação da Categoria e uma das maiores greves nacionais realizada durante 30 dias que unificou bancários do setor público e privado nas reivindicações por um reajuste igualitário para todos conseguindo repor totalmente a inflação;

2005 -Formação da Intersindical;

2007– 13ª Vale ou Cesta Alimentação;

2008 – Aumento na distribuição da PLR;

2009 – Ampliação da licença maternidade de quatro para seis meses;

2014 – Fundação da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora. Uma Central combativa, autônoma com participação direta dos trabalhadores, sem interferência de partidos políticos, dos governos e dos patrões;

2016 – Conquista da ampliação da licença paternidade de 5 para 20 dias;

De 1933 até hoje – Organiza greves, mobiliza a categoria e representa os bancários diante da Fenaban para conquistar reajustes, a maioria acima da inflação e mais direitos.

FONTE: Sindicato dos Bancários de Santos e Região

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail em nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários