RS: Presos são amontoados em delegacias novamente

RS: Presos são amontoados em delegacias novamente

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Nesta quinta-feira (28), a UGEIRM recebeu, novamente, a denúncia de que presos estão permanecendo nas carceragens das delegacias por mais de 24 horas. As denúncias informavam que na 2ª e na 3ª DPPA, as carceragens estão recebendo presos além das suas capacidades e que os mesmos estão lá desde terça-feira (26). Além de não possuir estrutura para lidar com esses presos, pois não possui banheiro adequado, nem instalações para refeições, a permanência desses presos nas delegacias colocam em risco a integridade física dos policiais que estão lá trabalhando e da ´população que procura as delegacias para registrar alguma ocorrência. A possibilidade de um tentativa de resgate ou um possível conflito entre grupos rivais, é mais do que real.

Ao visitar as duas DPPAs, o vice-presidente da UGEIRM, Fabio Castro, relatou um quadro desolador. Na 2ª DPPA eram sete presos, em uma cela que comportava, mal, a metade deles. As condições sanitárias eram as piores possíveis, com um cheiro insuportável, resultado de dois dias inteiros com a cela lotada. Na 3ª DPPA eram cinco presos amontoados, sendo que alguns ocupando a cela desde terça-feira. Os policiais estavam apreensivos com a possibilidade de chegada de mais presos em flagrante. Os próprios presos gritavam, dizendo que não aceitariam lotar ainda mais a carceragem. Ou seja, um prato cheio para uma rebelião que pode colocar em sério risco a integridade física dos policiais.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Mais uma novidade do Governo Sartori

Desde o início do governo Sartori/PMDB essa tem sido uma constante. O Rio Grande do Sul, que antes se orgulhava de ser um dos estados do país que cumpria a lei não colocando presos nas delegacias por mais de 24 horas, agora tem convivido com essa realidade. O corte de investimentos em presídios estrangulou ainda mais o presídio central e impediu a inauguração de novos presídios. A UGEIRM, preocupada com essa situação, ingressou com uma Ação Civil Pública pedindo a proibição da permanência de presos nas carceragens das delegacias, com pedido liminar. Porém, o judiciário já negou por duas vezes a liminar, alegando ser essa uma situação esporádica. Tomaremos, novamente, medidas judiciais contra mais esse absurdo do governo Sartori/PMDB.

Veja abaixo os vídeos feitos nas duas carceragens:

 

Fonte: UGEIRM

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários