Químicos reivindicam 14% de reajuste com aumento real

Químicos reivindicam 14% de reajuste com aumento real

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

A pauta de reivindicações dos/as trabalhadores/as do setor Químico reivindica 14% de reajuste, R$ 2.000 como piso salarial e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) equivalente ao valor de 2 pisos salariais reajustados.

Esta proposta, que será levada aos patrões no dia 22/09, foi discutida ontem (14/09) pelos sindicatos que integram a Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico do Estado de São Paulo (Fetquim), durante o seminário de planejamento para a campanha salarial.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Para que os/as trabalhadores/as químicos tenham acesso aos lucros que foram direito para os bolsos dos patrões- e que são resultado ne nosso suor dentro das fábricas-  é preciso lutar por aumento real, que é um percentual a mais, além da inflação. Por isso, a proposta de 14% que levaremos à bancada patronal contempla as perdas inflacionárias mais 5% de aumento real. Esta pauta de reivindicação é a mesma que discutimos no dia 4 de setembro, durante nosso encontro de base.

Segundo a assessoria do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), considerando as estimativas do Banco Central, a projeção do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para data base 1º de novembro é 9,06%. Este percentual corresponde à previsão das perdas que o salário dos/as trabalhadores/as do setor químico terá acumulado entre 1º de novembro de 2016 e 31 de outubro de 2016, data base da categoria química.

Fonte: Sindicato dos Químicos de Campinas e Osasco

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários