Pará: PSDB insiste em dar calote nos trabalhadores ao não pagar piso

Pará: PSDB insiste em dar calote nos trabalhadores ao não pagar piso

Pará: PSDB insiste em dar calote nos trabalhadores ao não pagar piso

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Sem interesse político de reajustar salários, governo do estado informa que irá recorrer judicialmente para tentar não pagar piso

A primeira audiência entre SINTEPP e Governo do Estado, que ocorreu na manhã desta quinta-feira (3) na SEAD, não trouxe grandes novidades. Se esquivando da decisão judicial proferida na segunda quinzena de julho, a equipe de Simão Jatene voltou a alegar que não tem como cumprir a Lei Nacional de pagamento do piso salarial do Magistério.

Mesmo que o Sindicato tenha argumentado sobre o estudo que realizou para análise das contas do FUNDEB, as Secretárias de Administração e Educação, Alice Viana e Ana Cláudia, insistem na tese mentirosa de que o Governo atualmente paga um salário acima do piso nacional. O SINTEPP, porém, demonstrou que o Estado vem deixando de pagar o piso desde 2016, descumprindo a lei.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

O Governo segue com a premissa de que a crise política e econômica instalada no país está afetando o Estado do Pará, no entanto se orgulha de cumprir em dia o pagamento de salários de mais 150 mil servidores estaduais. Como se não estive apenas cumprindo suas obrigações administrativas.

Segundo a Secretária de Administração o Estado foi notificado oficialmente sobre a decisão quanto ao pagamento do piso de 2016 somente ontem (2). E que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) já analisa formas para impetrar recurso junto a Justiça Estadual. A Secretária afirmou ainda que decisão judicial não se discute, cumpre-se, porém informou que enquanto o Estado tiver possibilidade legal de recorrer, as medidas jurídicas serão tomadas.

Ou seja, na avaliação do SINTEPP, o Governo está se utilizando de ferramentas jurídicas para postergar o cumprimento da lei. Caso não consiga decisão favorável, encaminhará o pagamento da diferença e cogitou até a possibilidade de fazê-lo até em folha suplementar no mês de setembro, uma vez que a menos que a Justiça conceda o efeito suspensivo, o Governo terá que cumprir o pagamento ainda em agosto, e este não poderá ser feito em folha suplementar. Portanto a Coordenação Estadual do Sindicato convoca toda a categoria para assembleia geral no próximo dia 17.08, às 9h00, na EE. Cordeiro de Farias.

Sobre os dados fornecidos em pesquisa do INEP, que apontam o Pará entre os estados brasileiros com melhores salários da educação pública, a SEDUC informou que tais informações não partiram da Secretaria e sim do RAS. Ao receber a notícia a SEDUC encaminhou para o MEC nota técnica em que comprova a inverdade das informações, o Sindicato solicitou a divulgação da nota para fins de conhecimento de toda comunidade escolar, e a Secretaria confirmou que assim será feito.

Ainda que a pauta central da audiência hoje (3) fosse o cumprimento da decisão judicial quanto ao pagamento do piso de 2016/2017, foi elaborada uma agenda para tratar sobre os demais pontos de reivindicação de nossa categoria, que ocorrerão na SEDUC. No dia 08.08, 14h00, a reunião será para tratar sobre erros no sistema de lotação; dia 16.08, às 14h, a pauta da reunião será alimentação escolar; no dia 23.08, às 14h, será debatida a infraestrutura das escolas e no dia 24.08, também às 14h, o SOME.

Para finalizar foi cobrado pelo SINTEPP o cumprimento do prazo de seis meses estabelecido pelo Governo no final do ano passado para melhoramentos no sistema de atendimento do IASEP. O prazo expirou e as mudanças não foram percebidas. O Estado argumentou que tem realizado todos os esforços para que o atendimento alcance excelência, no entanto admite que há muito a ser ajustado, e que portanto continuará apontando para esta meta.

Pará: PSDB insiste em dar calote nos trabalhadores ao não pagar piso

Fonte: Sintepp


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários