Professores da rede estadual de São Paulo decretam greve

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

15 mil professores numa importante assembleia realizada no último dia 13 de março, decretaram greve em defesa do emprego, salário, condições de trabalho e da Educação Pública, sucateada pelos governos tucanos nesses últimos 20 anos de PSDB no estado de São Paulo. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora se solidariza com as lutas dos professores  e acompanha essa importante greve.

    LISTA INTERSINDICAL

    RECEBA INFORMAÇÕES IMPORTANTES NO SEU E-MAIL

    Uma nova assembleia está marcada para a próxima sexta-feira, 20, no vão livre do MASP, em São Paulo.

    Entre as principais reivindicações estão:

    • Aumento de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior, rumo ao piso do DIEESE para PEB I com jornada de 20 horas semanais de trabalho;
    • Conversão do bônus em reajuste salarial;
    • Pela aplicação da jornada do piso;
    • Reabertura das classes e períodos fechados; imediato desmembramento das salas superlotadas;
    • Máximo de 25 alunos por sala desde o primeiro ciclo do Ensino Fundamental ao Ensino Médio;
    • Nem duzentena nem quarentena para os professores da Categoria O;
    • Por uma nova forma de contratação de professores temporários, com garantia de direitos;
    • Garantia de atendimento médico pelo IAMSPE para os professores da Categoria O;
    • Convocação e ingresso de todos os concursados;
    • Garantia de PCPs nas escolas de acordo com a Resolução 75/2013;
    • No mínimo um PCP em cada escola, independente do número de salas;
    • Garantia de condições adequadas de infra-estrutura em todas as escolas;
    • Pelo fim da lei das faltas médicas; fim da perseguição aos professores nas perícias médicas;
    • Pela aceleração dos processos de aposentadoria;
    • Água em todas as escolas, para todos;
    • Fim do projeto excludente de escola de tempo integral. Por uma educação integrada;
    • Fim do assédio moral;
    • Fim do corte de verbas para as escolas;
    • Pela ampliação dos repasses para as escolas;
    • Aumento do valor do vale alimentação e do vale transporte;
    • Continuidade do transporte escolar gratuito para os estudantes.

    Inscreva-se
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    Top
    0
    Comentex
    ()
    x