Professores da rede estadual de São Paulo decretam greve

Professores da rede estadual de São Paulo decretam greve

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

15 mil professores numa importante assembleia realizada no último dia 13 de março, decretaram greve em defesa do emprego, salário, condições de trabalho e da Educação Pública, sucateada pelos governos tucanos nesses últimos 20 anos de PSDB no estado de São Paulo. A Intersindical Central da Classe Trabalhadora se solidariza com as lutas dos professores  e acompanha essa importante greve.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Uma nova assembleia está marcada para a próxima sexta-feira, 20, no vão livre do MASP, em São Paulo.

Entre as principais reivindicações estão:

  • Aumento de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior, rumo ao piso do DIEESE para PEB I com jornada de 20 horas semanais de trabalho;
  • Conversão do bônus em reajuste salarial;
  • Pela aplicação da jornada do piso;
  • Reabertura das classes e períodos fechados; imediato desmembramento das salas superlotadas;
  • Máximo de 25 alunos por sala desde o primeiro ciclo do Ensino Fundamental ao Ensino Médio;
  • Nem duzentena nem quarentena para os professores da Categoria O;
  • Por uma nova forma de contratação de professores temporários, com garantia de direitos;
  • Garantia de atendimento médico pelo IAMSPE para os professores da Categoria O;
  • Convocação e ingresso de todos os concursados;
  • Garantia de PCPs nas escolas de acordo com a Resolução 75/2013;
  • No mínimo um PCP em cada escola, independente do número de salas;
  • Garantia de condições adequadas de infra-estrutura em todas as escolas;
  • Pelo fim da lei das faltas médicas; fim da perseguição aos professores nas perícias médicas;
  • Pela aceleração dos processos de aposentadoria;
  • Água em todas as escolas, para todos;
  • Fim do projeto excludente de escola de tempo integral. Por uma educação integrada;
  • Fim do assédio moral;
  • Fim do corte de verbas para as escolas;
  • Pela ampliação dos repasses para as escolas;
  • Aumento do valor do vale alimentação e do vale transporte;
  • Continuidade do transporte escolar gratuito para os estudantes.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários