fbpx

Presidente da Transparência Internacional pede que Temer renuncie do cargo

Saiba mais:
→ Centrais Sindicais convocam nova GREVE GERAL para dia 30 de junho
 Juízes condenam as reformas trabalhista e previdenciária


O presidente da Transparência Internacional, José Ugaz, pediu na quinta-feira (1) que Michel Temer reveja sua decisão e renuncie ao cargo de presidente pois entende que sua manutenção no posto tem por objetivo “boicotar” o processo anticorrupão vigente no país.

“Quero pedir que o presidente Temer reveja sua posição e que renuncie”, discursou Ugaz, sob aplausos, durante a abertura da Conferência Ethos 360.

” A presidência de um país deve caracterizar-se por um nível ético de mais alto nível para que as estruturas de um problema sistêmico (a corrupção) comecem a mudar. E um presidente com esse nível de questionamento não está em condições de liderar um país que passa por uma crise tão severa. Temos que renovar as estruturas. A classe política fracassou”, afirmou.

” Creio que essa crise de corrupção coloca o foco também sobre o setor privado. Isso exige uma mudança na cultura de fazer negócios”, continuou.

“A saída de Temer não resolve a crise, isso está claro. Mas a sua situação é insustentável e um sinal muito ruim para o combate da corrupção. Essa manutenção de Temer é com o objetivo de boicotar o sistema anticorrupção”, afirmou Ugaz ao jornal O Globo.

Corrupção generalizada

Segundo Ugaz, a rotina de escândalos no país desde o mensalão mostra que a corrupção no Brasil é sistêmica e coloca no país no nível de “grande corrupção”, uma classificação mais grave que a Transparência Internacional vem adotando para apontar quadros mais graves no mundo.

Segundo ele, porém, o processo de combate à corrupção pode levar o Brasil a um novo patamar no futuro. Isso depende do envolvimento da sociedade e da renovação da classe política.


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top