Michel Temer revoga decreto de uso das Forças Armadas no dia seguinte ao Ocupa Brasília

Michel Temer revoga decreto de uso das Forças Armadas no dia seguinte ao Ocupa Brasília

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais:
→ Ocupa Brasília faz governo temer a unidade do povo e recorrer às Forças Armadas


Sob pressão da base aliada, o presidente Michel Temer recuou e revogou decreto para atuação das Forças Armadas nas ruas do Distrito Federal em edição extra do “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (25).

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Para evitar uma concentração ainda maior dos movimentos sociais que foram à Brasília exigir o Fora Temer e Diretas Já, o golpista não hesitou em convocar as Forças Armadas para sua proteção.

O fato é que o decreto que permitia aos efetivos militares atuarem com poder de polícia que criou uma nova crise com a Câmara dos Deputados.

Antes de tomar a decisão, o presidente foi alertado por auxiliares e assessores do desgaste que a presença das Forças Armada poderia causar à sua imagem, já prejudicada pelas delações da JBS.

Mais mentiras

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, deu a seguinte justificativa para o decreto: “O presidente decretou, repito por solicitação do presidente da Câmara dos Deputados, uma ação de Garantia da Lei e da Ordem”,

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), no entanto, negou que tenha pedido o emprego das Forças Armadas. Segundo ele, solicitou que a Força Nacional garantisse a segurança nas adjacências do Congresso Nacional e pediu uma retratação do ministro da Defesa.

Em reação, o governo Temer confirmou que Maia pediu o emprego da Força Nacional mas disse que o efetivo disponível em Brasília já havia sido utilizado para proteger o entorno do Palácio do Planalto. Por isso, e devido ao tamanho da manifestação, o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e o Ministério da Defesa decidiram que as Forças Armadas seriam mais efetivas.


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários