fbpx

Polícia Militar do DF reprime brutalmente sem-tetos

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

Manifestantes pediam reunião com presidente da Terracap para viabilizar construção de casas populares

Um grupo ligado ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) bloqueou a DF-260 na manhã desta quarta-feira (30) para pedir uma reunião com o presidente da Terracap, empresa pública que atua como imobiliária do Distrito Federal. A via liga Samambaia Norte à BR-060. A Polícia Militar do Distrito Federal reprimiu brutalmente os sem-teto.

Foram dezenas de bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e extrema violência que resultou na prisão de um morador do acampamento, dois hospitalizados e oito feridos, além de entrarem na ocupação destruindo os barracões coletivos e cozinhas da ocupação Samambaia.

“A manifestação se deu devido ao fato da Terracap estar travando burocraticamente a viabilização de empreendimento para construção de casas populares para as famílias da ocupação, e o objetivo era pedir uma reunião com o presidente da Terracap, empresa pública que atua como imobiliária do Distrito Federal”, explicou o MTST em nota.

A Codhab e o governo do Distrito Federal se comprometeram com o empreendimento, mas segundo o MTST, “mesmo a Terracap sendo uma empresa pública, seu presidente vem atrapalhando o andamento do processo”.

“Repudiamos a ação da Polícia Militar e aproveitamos para reafirmar que não abriremos mão da luta pelo direito à moradia. Não descansaremos um minuto até alcançarmos a vitória!”, afirmam os líderes do MTST.

Leia também:
Entidades lançam a Frente Povo Sem Medo
Senadores votam nesta semana a tipificação dos movimentos sociais como terrorismo
Reginaldo Nasser: “A questão urbana é o lugar de combate”

MTST 008_02

Arsenal utilizado pelo batalhão da PM na repressão desta manhã (Foto: MTST)

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top