fbpx

PLP 257: servidores SC se unem contra projeto

Trabalhadores cruzam os braços. Greve. Paralisação

Trabalhadores criam o Fórum de Servidores Públicos de Santa Catarina

Deliberações da reunião do dia 6 de abril que instituiu o Fórum:

1 – O Fórum foi ampliado com representantes de servidores federais e municipais, passando a atuar, na atual conjuntura, como “Fórum Catarinense em Defesa dos Serviços Públicos”.

2 – As entidades que puderem, devem mandar dirigentes para Brasília a partir de segunda feira da semana que vem, para pressionar os deputados a tirar o regime de urgência do PLP 257, entendendo essa tática como momento primeiro da luta pelo arquivamento do projeto.

3 – As entidades que puderem, devem participar da Audiência Pública, organizada pela Comissão de Direitos Humanos do Senado, que é presidida pelo senador Paulo Paim, no dia 11 de abril, próxima segunda feira, as 15h, em Brasília.

4 – O Fórum Catarinense em Defesa dos Serviços Públicos reitera posição contrária ao PLP 257, e requer seu arquivamento, por entender que se trata de um ataque severo aos serviços em geral e aos servidores em particular. Tentar “dourar a pílula” com emendas significa fragilizar a luta contra o projeto, globalmente ruim.

5 – Foi decidido realizar um Debate Público para aprofundar a compreensão sobre o projeto 257 no começo da próxima semana, no período noturno, para facilitar a participação de trabalhadores e trabalhadoras.

6 – Realizar Audiência Pública em SC para proporcionar o debate com os parlamentares estaduais e federais sobre os efeitos nefastos do PL 257. Nas articulações com a Assembléia Legislativa, deputado João Amin e deputada Luciane Carmimati, está se construindo a Audiência Pública para o dia 25 de abril, pela CCJ da Alesc.

7 – Foi deliberado procurar demais sindicatos e movimentos populares para participar da resistência ao PLP 257.

8 – Organizar Nota Pública do Fórum, a ser publicada pelos meios de comunicação, contra o PLP 257, para informar a população da gravidade do projeto.

9 – Indicar a construção de Paralisação Geral dos serviços públicos exigindo o arquivamento do PLP 257. Proposta a ser construída com todas as entidades participantes do Fórum, e em articulação com as agendas nacionais.

10 – Procurar todos os deputados federais em SC, para marcar reunião, expor nossas posições e pedir posicionamento contrário ao PLP 257.

11 – Realizar Manifestação Pública, no dia 14 de abril, a partir das 15h, com concentração na Praça Tancredo Neves, na frente da Assembléia Legislativa. Atividade de deve se estender até o final do dia.

12 – Realizar próxima reunião deste Fórum, na sexta feira, dia 8 de abril, 10h, no Sintespe, para avaliar a situação do momento, e avançar na construção das atividades até aqui deliberadas.

Fórum Catarinense de Defesa dos Serviços Públicos.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

2 Comments

*

Top