fbpx

PL 4330: Eduardo Cunha afirma que vota em abril

pl 4330

O presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha afirmou hoje que o PL 4330 será votado em abril, logo após a semana santa.

Isso significa que os trabalhadores e setores populares devem ampliar o debate e preparar a mobilização para barrar a ofensiva patronal que busca ampliar a exploração e a precarização do trabalho no Brasil.

Se aprovado, o PL 4330 possibilitará a terceirização em praticamente todas as atividades econômicas. No curto e médio prazo, milhões de trabalhadores poderão ser demitidos dos atuais empregos e serem recontratados por firmas terceirizadas com salários e direitos ainda menores e jornadas mais extensas.

Atualmente, cerca de 25% dos trabalhadores com carteira assinada são terceirizados. E esse número só não é maior porque as empresas não tem segurança jurídica para ampliar a terceirização que em muitos casos é ilegal. Com aprovação do PL 4330, o que hoje é fraude do contrato de trabalho será legalizado.

“A aprovação desse projeto vai quebrar a espinha dorsal dos direitos trabalhistas e enfraquecer ainda mais a organização dos trabalhadores/as. Com certeza, será o maior ataque desferido contra os trabalhadores desde a criação da CLT”, alerta Edson Carneiro Índio. “É necessário que o movimento sindical e popular, a esquerda e os setores progressistas da sociedade se mobilizem fortemente, pois do contrário, em pouco tempo, a classe trabalhadora descerá escada abaixo da barbarização das relações de trabalho. É preciso barrar essa tragédia que vai impactar, sobretudo, a juventude”, conclui Índio, Secretário Geral da INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora.

Foto: Carlos Moura/CB

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top