Assine a petição contra a candidatura de Bolsonaro por fake news do “Kit Gay”

Assine a petição contra a candidatura de Bolsonaro por fake news do “Kit Gay”

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Leia abaixo a petição contra Bolsonaro, o vídeo alertando para a mentira e a reportagem sobre a fake news do Kit Gay. Não se esqueça de assinar a petição online.

Quem está acompanhando as eleições deste ano, tem visto o palanque que o candidato à presidência Jair Bolsonaro tem feito sobre o projeto “Brasil Sem Homofobia”, intitulado por ele de “Kit Gay”.

Após suas mentiras sobre o assunto viralizarem, enganado milhares de pessoas, o TSE determinou que os seus vídeos sobre o assunto fossem retirados do ar.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Na tarde de hoje um manifesto contra o candidato foi lançada, por conta da fraude ecoada pelo candidato durante sua candidatura. Até o momento desta publicação mais de 97.500 pessoas já haviam assinado a petição.

ASSINE AQUI A PETIÇÃO CONTRA BOLSONARO E SUA FAKE NEWS

Leia a petição online (abaixo-assinado) na íntegra:

Levando em conta o Art. 222 do Código Eleitoral – Lei 4737/65, que é muito especifico quando diz “Art. 222. É também anulável a votação, quando viciada de falsidade, fraudes, coação, usa de meios de que trata o Art. 237, ou emprego de processo de propaganda ou captação de sufrágios vedado por lei“.

Pede-se assim o cancelamento da candidatura de presidenciável, Jair Messias Bolsonaro por vincular noticias falsas em sua campanha, uma dessas apresentadas pelo próprio candidato ao vivo em rede nacional o chamado “kit gay”.

Esta noticia falsa é considerada o carro chefe da campanha do presidenciável por gerar medo e preocupação em relação a educação de seus filhos na escola, esse temor principalmente difundido entre religiosos criou uma corrente de apoio ao candidato, garantindo-lhe vantagem em relação aos demais candidatos.

Um livro que mostra partes íntimas de homens e mulheres com o titulo de “Aparelho Sexual e Cia.” este na verdade a muitos anos não tinha impressão no Brasil, o MEC se pronunciou informando que não produziu e nem adquiriu ou distribuiu o livro “Aparelho Sexual e Cia”.

Sendo assim pedimos que a lei seja cumprida e haja uma investigação para que se apurem os fatos, que já se tornaram corriqueiros, espalha-se mensagens de ódio, criando assim um clima de intolerância e violência em nosso país.

ASSINE AQUI A PETIÇÃO CONTRA BOLSONARO E SUA FAKE NEWS

TSE diz que “Kit Gay” nunca existiu e proíbe Bolsonaro de disseminar Fake News

Fonte: Revista Fórum

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Horbach, deferiu, no final da noite desta segunda-feira (15), liminar proposta pela defesa da coligação “O Povo Feliz de Novo”, do candidato Fernando Haddad, proibindo a chapa de Jair Bolsonaro de divulgar nas redes sociais publicações sobre o que ficou conhecido como kit gay.  A representação eleitoral contra Jair, Flávio e Carlos Bolsonaro pedia a retirada de vídeo que afirmava que o livro “Aparelho Sexual e Cia” teria sido distribuído em escolas públicas pelo Ministério da Educação quando Haddad era o ministro da pasta.

Diz a decisão: Nesse quadro, entendem comprovada a difusão de fato sabidamente inverídico, pelo candidato representado e por seus apoiadores, em diversas postagens efetuadas em redes sociais, requerendo liminarmente a remoção de conteúdo. Assim, a difusão da informação equivocada de que o livro em questão teria sido distribuído pelo MEC… gera desinformação no período eleitoral, com prejuízo ao debate político.

O vídeo teve o alcance de cerca de 500 mil visualizações. E em entrevista ao principal telejornal do país no dia 28 de agosto, Jair Bolsonaro apresentou o livro e afirmou que este fazia parte das obras distribuídas pelo MEC na gestão de Haddad. Deputado Federal pelo Rio de Janeiro, o candidato à Presidência pode ter quebrado o decoro parlamentar por mentir em rede nacional em pleno horário considerado nobre.

Na decisão do ministro Horbach há a determinação de que o Facebbok e o Google apresentem em 48 horas a identificação do número de IP da conexão utilizada no cadastro inicial dos perfis responsáveis pelas postagens, os dados cadastrais dos responsáveis e os registros de acesso.

O escritório Aragão e Ferraro Advogados que representa a coligação “O Povo Feliz de Novo” comemora a decisão, mas faz um alerta a influência das chamadas Fake News no processo eleitoral brasileiro. “Para além dos prejuízos nesta eleição, temos claramente acompanhado a escalada de notícias falsas com uma disseminação que só pode ser explicada através de um trabalho de inteligência articulado e financiado com robustos recursos. Este é um instrumento perigoso para a consolidação de notícias que podem comprometer a própria segurança nacional do Brasil”, afirma o advogado Angelo Ferraro.

Até agora a defesa da coligação “O Povo Feliz de Novo” já conseguiu a derrubada de cerca de 100 urls originais e mais de 146 mil compartilhamentos com alcance de aproximadamente 20 milhões de visualizações.

ASSINE AQUI A PETIÇÃO CONTRA BOLSONARO E SUA FAKE NEWS

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Wingrid Bárbara Santos Oliveira
Wingrid Bárbara Santos Oliveira
2 anos atrás

Essa petição é legal?

José paulo
José paulo
2 anos atrás

Isso foi uma forma dele se infiltrar no meio religioso colocando essas mentiras e levando ódio no meio das família brasileiras além disso também sobre os negros,ódios pobres mais que está aqui é a mentira deslavada do kiti guei