Partidos de oposição se manifestam contra a Reforma da Previdência

Partidos de oposição se manifestam contra a Reforma da Previdência

Partido de oposição se manifestam contra a Reforma da Previdência

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Nesta terça-feira (26/03) em reunião em Brasília os partidos de oposição fecham questão em relação a proposta de fim da aposentaria proposta proposta pelo governo.

O PDT, PT, PCdoB, PSB, PSOL e Rede, após reunião para debater a PEC 06/2019, lançaram uma nota pública se manifestando contra a proposta de Reforma da Previdência apresentada pelo Governo Bolsonaro.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Entre outras questões, a Nota enfatiza o descaso da proposta de Reforma com as bases constitucionais que sustentam nosso sistema previdenciário. O príncipio da solidariedade no qual é baseada a previdência social brasileira é extinto na proposta encaminhada por Paulo Guedes (Ministro da Economia).

A nota chama atenção para os impactos perversos que a reforma poderá trazer, se aprovada, para vida de milhões de brasileiros que estão submatidos a trabalhos informais ou de baixa remuneração, em especial as mulheres. O aumento do tempo de contribuição para o recebimento da aposentadoria com valor integral, ou o corte de 40% do valor para os que se aposentarem com 65 anos é outra aspecto abordado pelo documento.

Segundo o documento, a Reforma de Bolsonaro – Paulo Guedes é uma preparação para a implantação do modelo de capitalização, que entrega para os banqueiros a administração das contribuições previdenciárias dos trabalhadores, um modelo condenado em todo o mundo por aumentar a miséria entre os idosos (que passam a receber o benefício abaixo do salário mínimo vigente).
A nota ainda denuncia que 72% dos municípios brasileiros tem nos benefícios da previdência sua principal fonte de recursos. Com a “deforma”, os milhões de pequenos comércios entrarão em falência e aumentarão o desemprego no interior do país e nas periferias dos grandes centros urbanos.

Os partidos reuniram definiram que irão lutar pela rejeição da PEC 06/2019 na Comissão de Constituição e Justiça – CCJ da Câmara dos Deputados. E apontam que o caminho é o aperfeiçoamento do modelo como a correção das distorções e privilégios, bem como uma política de combate aos grandes devedores da previdência social.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora tem realizado atividades nas ruas com distribuição de materiais informativos sobre os malefícios do projeto do governo, campanha que irá permanecer por todo o mês de abril e culminará em um grande ato nacional do Dia do Trabalhador no 1° Maio, em unidade com as demais centrais sindicais. 

Unir o povo em defesa da aposentadoria.


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários