fbpx

Ocupações Maria Guerreira e Maria Vitória ocupam a Casa dos Direitos Humanos em denuncia ao despejo na próxima segunda-feira (20)

Em luta por moradia, as famílias das ocupações Maria Guerreira e Maria Vitória, ocupam agora a casa dos direitos humanos denunciando o despejo marcado para segunda-feira próxima. A Polícia Militar de Minas Gerais notificou que realizará o despejo nesta data a despeito das negociações que estavam ocorrendo com o Estado em busca de um terreno para realocar as famílias.

Esperamos que o governo do Estado intervenha neste despejo e impeça a polícia de fazer o despejo. A negociação que vem ocorrendo diretamente com a mesa do governo do Estado será totalmente desrespeitada caso seja concluída a reintegração de posse.

O governo do Estado, como ente que comanda a polícia militar, deve impedir a reintegração para dar a continuidade a negociação com as famílias. Ou o governo perdeu o controle da polícia? (o mesmo aconteceu com a ocupação do MST na sede da usina de Ariadnopolis, que foi teve a reintegração de posse cumprida sem ciência do estado, que já negociava com o movimento).

Neste sentido, um despejo como este implicará na violação dos direitos humanos daquelas famílias que agora estão em luta para denunciar a arbitrariedade do despejo como vem sendo realizado a pedido da Prefeitura de Belo Horizonte e sua gestão elitista e higienista de Márcio Lacerda.

As famílias não vão recuar na defesa do direito da moradia digna.

Estamos todas e todos em luta com as Marias!

Pátria Livre! Venceremos!
#emlutacomasmarias

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top