fbpx

Ocupa Brasília: Centrais sindicais e Frentes populares se reúnem para organizar as manifestações deste dia 24

Saiba mais:
→ #OcupaBrasília: Temer pede uso do Exército contra trabalhadores
→ Nenhuma reforma! Fora Temer. Diretas já. Soberania popular nas ruas e nas urnas


Aconteceu hoje, pela manhã em Brasília, uma reunião das centrais sindicais, com a presença de representações da Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular, para discutir este dia 24 de maio, o Ocupa Brasília, que envolve a marcha e a ocupação da Capital Federal do país.

As centrais sindicais e os movimentos presentes reafirmaram a suas disposição e lembraram que as delegações já estão saindo das diversas regiões do Brasil. São trabalhadores e trabalhadoras que já estão na estrada desde domingo à noite. O objetivo é realizar nesta quarta-feira (24) uma grande manifestação com mais de 100 mil pessoas em Brasília para deixar claro que não vamos aceitar as Reformas da Previdência e Trabalhista e que as centrais sindicais exigem uma saída democrática.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora e as demais entidades que compõem a Frente Povo Sem Medo e a Brasil Popular reafirmam que estarão em Brasília pelo Fora Temer, por eleições diretas já e pela retirada imediata dos projetos das reformas (trabalhista e previdenciária).

“Não vamos aceitar a provocação do relator da Reforma Trabalhista no Senado (PLC 38/2017), o Senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), que hoje provocou o povo brasileiro fazendo uma declaração de guerra à classe trabalhadora ao ler o seu relatório mantendo exatamente todas as desgraças e todas as medidas que acabam com os direitos trabalhistas, ampliam a terceirização, a pejotização, estabelece o contrato intermitente e o negociado sobre o legislado, além de acabar, na prática, com a justiça do trabalho”, afirmou Edison Carneiro índio, Secretário Geral da Intersindical.

“Por tanto, este dia 24 vai entrar para a história como o dia em que a classe trabalhadora e o povo brasileiro fizeram uma grande ocupação na Capital Federal”, continuou.

Rodrigo Rollemberg tenta impedir trabalhadores de se manifestarem

Também, a reunião discutiu a importância de impedir que o governo do Distrito Federal (Rodrigo Rollemberg – PSB) proíba a manifestação impedindo as pessoas de chegarem até o gramado do Congresso Nacional.

Também não vamos aceitar o cerceamento do direito democrático de manifestação e as centrais sindicais, as Frentes populares e o movimento social estarão amanhã levando a indignação pelo Fora Temer, por eleições diretas já e nenhum direito a menos.

Os parlamentares – deputados e senadores – que são contrários ao desmonte da previdência e da reforma trabalhista também estarão presentes nos atos, inclusive, colaborando na garantia da segurança e o livre direito de manifestação de todas as trabalhadoras e trabalhadores que estarão se dirigindo a Brasília.

A Intersindical lembra que é muito importante que as pessoas venham para Brasília, participem dos protestos, vamos realizar uma grande manifestação em defesa do Fora Temer, por Diretas Já e pela retirada imediata dos projetos das reformas Trabalhista e da Previdência!


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se em nosso canal no YouTube

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top