“O assassinato de Marielle não é uma questão local”, diz Berna Menezes

“O assassinato de Marielle não é uma questão local”, diz Berna Menezes

Na mesa de abertura do 1º Seminário Internacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, Berna Menezes, secretária de Defesa do Serviço Público da Intersindical , enfatizou a disputa feroz pela riqueza natural dos países latino-americanos e a luta pela democracia como temas centrais para todos os participantes discutirem.

“A questão da Venezuela e o assassinato de Marielle são centrais neste momento. A morte de Marielle não é uma questão local. A derrota da Venezuela é a derrota do continente, de um campo internacional. Não são discussões isoladas”, afirmou.

Berna ainda levantou outros temas que serão objeto de discussão nos próximos dias: “A crise de 2008 aprofunda a crise da superprodução e exclui boa parte dos trabalhadores do mercado de trabalho, a financeirização da vida e a agressividade do capital estão mais acentuados. Os fenômenos do suicídio entre os jovens mostra a falta de perspectiva. Assistimos aos revezes dos governos progressistas no continente. Temos dois grandes motores, EUA e China na disputa pelo controle mundial. Como fica a nossa classe? Como superamos? O nosso problema é único, a classe trabalhadora também deveria ter uma resposta comum”, disse ela, na abertura dos trabalhos.


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Postagens Relacionadas

*

Top