Nota das Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora sobre a construção do 8 de Março

Nota das Mulheres da Intersindical sobre a construção 8 de março

Construindo o Dia Internacional de Luta das Mulheres!

Vivemos num momento em que a mulher trabalhadora sofre a cada dia as consequências do processo de precarização da vida, aprofundado com a reforma trabalhista, a terceirização, a EC 95 (Emenda Constitucional). A reforma da previdência ameaça aprofundar ainda mais esse quadro.

Considerando tudo isso, as mulheres da Intersindical reunidas na reunião da Direção Nacional de 27 e 28 de janeiro de 2018 consensuam que na construção das lutas do Dia Internacional da Mulher, em 08/03, teremos como pontos prioritários o enfrentamento as reformas, a violência e a precarização da saúde pública (evidenciados nos inúmeros casos de febre amarela).

Propomos a construção de plenárias preparatórias para as atividades com os seguintes eixos:

  • reforma trabalhista e a precarização da condição de trabalho da mulher;
  • reforma da previdência e a ameaça do fim da aposentadoria;
  • participação da mulher;
  • violência;
  • defesa da saúde pública estatal e de qualidade.

É importante que se busque articulação nos estados de forma a garantir que as lutas de 08/03 aconteçam de forma ampla, aglutinando outros movimentos e organizações de mulheres.

Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora
Janeiro de 2018


Leia também:

→ Coletivo de mulheres da Intersindical lança mais uma edição da Revista Essas Mulheres


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Postagens Relacionadas

*

Top