Nota de solidariedade internacional contra o ataque dos EUA à Síria

Nota de solidariedade internacional contra o ataque dos EUA à Síria

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, manifesta seu veemente repúdio e desprezo pela ação terrorista promovida por Donald Trump na última quinta-feira (06 de abril), ao lançar mais de 50 mísseis sobre a Síria. Trump, que no decurso do processo eleitoral assumiu o compromisso perante o povo de seu país de não fazer mais guerra, demonstra mais uma vez ao mundo que os EUA segue estruturando sua política a partir da violência e das violações contra a soberania dos povos e o direito a autodeterminação.

O ataque com armas químicas que se deu no dia 04 de abril e que serviu como argumento para Trump disparar os mísseis na Síria não tem autoria comprovada. Mais uma vez a história se repete, pois, o mesmo argumento de que haveria armas químicas no Iraque motivou uma guerra sangrenta que pode superar 2 milhões de mortos, guerra essa que ainda possui desdobramentos fatais e que deixa marcas irreparáveis para esse povo que teve sua soberania cassada.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Da mesma forma, se manifesta como farsa o argumento de que os EUA agem em nome da paz ou  com o interesse de demover regimes tidos como ditatoriais. Não se promove paz com guerra e se os EUA estivessem numa verdadeira “cruzada pela democracia”, estariam também a atacar regimes como o da Arábia Saudita, declaradamente ditatorial, mas que segue numa aliança duradoura com os países da OTAN, sob o comando dos EUA. A realidade é que por traz de todo discurso de paz e de defesa da democracia está um consorcio de países (como EUA, França e Inglaterra) sedentos por petróleo e por manter sua hegemonia pela força militar, em detrimento da cooperação entre os povos.

O imperialismo estadunidense, cada vez mais violento, é o mesmo que segue subjugando povos como os da Palestina, que segue sob o jugo violento de Israel, tendo o direito ao território e a soberania sistematicamente negados, o que resulta em milhares de vidas subtraídas todos os anos. Ao povo Palestino, manifestamos nossa completa e irrestrita solidariedade.

Trata-se também do mesmo imperialismo que segue com as patas sobre as nações latino-americanas, numa espoliação constante e crescente sobre nossos recursos naturais, exercendo um domínio que superexplora a força de trabalho de nossos povos de maneira contínua.

Portanto, manifestamos nossa solidariedade também aos diversos povos que seguem em luta em “Nuestra América”, a exemplo do povo venezuelano e seu legítimo governo de Maduro que tem sofrido reiteradas medidas de desestabilização; A exemplo do povo Equatoriano que mesmo tendo recém-eleito Lênin Moreno já sofre com a “inconformação” de uma direita raivosa; a exemplo dos trabalhadores e das trabalhadoras da Argentina, que promovem lutas cada mais massivas contra o governo neoliberal de Maurício Macri que prometeu soluções para o país nas eleições e hoje retira direitos, promove desemprego, aumento dos preços, dentro outras agressões às maiorias que vivem do trabalho.

A nós, resta a tarefa de colaborar na derrota ao governo golpista de Michel Temer, que também se associou à Casa Branca para dar um golpe de estado que prometeu retirar o país da crise e da corrupção e depois de 8 meses já deu todas as provas que seu objetivo é retirar direitos, estabelecer a corrupção como regra, entregar as riquezas nacionais (a exemplo do pré-sal e agora da ameaça de entregar as terras para estrangeiros), criar recessão, desemprego e desesperança para que o Brasil seja alvo fácil da “insaciável” sanha das nações imperialistas em nos manter na condição de país dependente e subdesenvolvido.

TODA SOLIDARIEDADE AO POVO SÍRIO!
TODA SOLIDARIEDADE AO POVO PALESTINO!
EM DEFESA DA SOBERANIA DE “NUESTRA AMÉRICA”! 
EM DEFESA DA AUTO-DETERMINAÇÃO DOS POVOS! 
ABAIXO AO IMPERIALISMO, POR UM MUNDO BASEADO NA COOPERAÇÃO ENTRE OS POVOS!

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários