fbpx

No MA, Sem Terra ocupam latifúndio e denunciam inoperância dos órgãos responsáveis

Cerca de 150 famílias ocuparam a Fazenda São Francisco, no Município de Amarante (MA). A área reivindicada pode chegar a 10 mil hectares.

Cerca de 150 famílias de trabalhadores rurais Sem Terra ocuparam, na madrugada deste sábado (15), a Fazenda São Francisco, no Município de Amarante do Maranhão.

Segundo os Sem Terra, a fazenda é mais uma das “incalculáveis áreas da União sequestradas por grileiros na conhecida região do Vale do Pindaré”, disseram em nota. A região agrega cerca de cinco municípios da região central do Estado.

Segundo a coordenação estadual do MST, a área reivindicada pode chegar a 10 mil hectares. 

“Isso é inadmissível, já que a maioria da população do Maranhão vive no campo, mas sem o direito de uso da terra por causa das grilagens e os intermináveis latifúndios, que se concentram cada vez mais”, continua a nota.

A ocupação dos Sem Terra denuncia ainda a inoperância dos órgãos responsáveis pela questão agrária, principalmente o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e o Programa Terra Legal, responsável pela regularização fundiária de terras federais, como é o caso da Fazenda São Francisco.  

No estado do Maranhão cerca de 2 mil famílias permanecem acampadas aguardando a criação de novos assentamentos.

Fonte: Página do MST

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top