Municipários de Porto Alegre (RS) iniciam greve com caminhada e vigília em frente à prefeitura

Municipários de Porto Alegre (RS) iniciam greve com caminhada e vigília em frente à prefeitura

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

O primeiro dia de greve dos municipários de Porto Alegre reuniu centenas de servidores em frente à Prefeitura, nessa terça-feira (14). A paralisação dos serviços até o avanço no pagamento da reposição da inflação foi deliberada na assembleia geral realizada no último dia 9. Os trabalhadores do serviço público da Capital lutam para que a sua data-base seja respeitada, com a recuperação integral do índice de 9,28% (IPCA), retroativa à 1º de maio. Também reivindicam que o governo reconheça o percentual de 9,44% de perdas decorrentes do reajuste parcelado da inflação, feito em 2015, e aumente o valor do vale-alimentação para R$ 25,00.

Na reunião de negociação agendada pelo Comitê de Política Salarial da Prefeitura foi mantida a proposta de reposição parcelada da inflação, sem retroatividade: 1% (maio), 2% (outubro), 2,6% (dezembro) e 3,39% (janeiro/2017). A direção do Simpa, junto com os demais representantes dos setores de trabalho que formam o Comando de Negociação da categoria, reforçaram que os municipários rejeitaram o parcelamento e cobram uma proposta que não represente perdas salariais.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Mobilização

Pela manhã, após a concentração no Paço Municipal, houve caminhada pela Rua dos Andradas até a sede da Secretaria Municipal de Educação (Smed), com manifestações contra a postura antidemocrática da secretária e imposição do ponto eletrônico nas escolas, sem regulamentação. O grupo passou por outras ruas do Centro Histórico, seguindo até a Av. Siqueira Campos, onde permaneceu em vigília até o final da tarde, após o término da reunião de negociação com o governo.

Em reunião na sede do Sindicato, o Comando de Greve definirá as atividades desta quarta-feira (15). Na quinta-feira, às 14h, está convocada nova assembleia geral para definir os rumos da greve.

Pauta de reivindicações:

A pauta da data-base 2016 foi construída nas diversas assembleias dos setores de trabalho. Ainda no ponto econômico salarial, constam as seguintes reivindicações:
– Cumprimento do Acordo de Greve de 2015, que previa a publicação e pagamento em março de 2016 da progressão funcional biênio 2010/2012, incluindo um cronograma de pagamento para o passivo e as perdas do período;
– abertura de edital para progressão funcional relativa ao biênio 2013/2014;
– retomada da venda da licença prêmio e direito a gozo;
– retomada da venda de férias e flexibilização da quantidade de dias nos parcelamentos;
– Concessão de gratificação aos departamentos, secretarias e fundação que ainda não tenham sido contemplados (FASC, DMLU, DMHAB, Governança, SMOV, SMAM, SMURB, SMIC, SME, SMDH, SMC, DEP, SMACIS, SEDA, Comunicação, monitoras e funcionários de escola, técnicos nas assessorias SMED, aposentados e celetistas), de modo a estabelecer a isonomia salarial, tanto do que se refere ao valor, quanto no que se refere ao tempo para incorporação para fins de aposentadoria.

Confira a agenda de greve:

Quarta-feira, 15/6 
A partir das 8h – Arraial dos Municipários em frente à SMA

Quinta-feira, 16/6 
8h – Piquete no HPS
14h – Assembleia Geral dos Municipários

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários