fbpx

Municipais de Fortaleza também param dia 28

Saiba mais:
Câmara dos Deputados dá tiro de morte nos direitos trabalhistas
→ Nota Pública do Ministério Público do Trabalho contra a Reforma Trabalhista e apoiando a Greve Geral
→ Juízes e advogados em defesa da Justiça do Trabalho


Os servidores municipais de Fortaleza, organizados pelo Sindifort (filiado à Intersindical) se somarão fortemente à greve geral de amanhã. A paralisação deve atingir diversas unidades e setores, como agentes de trânsito, de saúde, de combate a endemias, servidores da UrbFor e do IPM. A categoria fará concentração às 8h em frente ao Paço Municipal.

“Os trabalhadores não aceitam, deforma alguma, o desmonte dos direitos trabalhistas, a terceirização generalizada e o fim da aposentadoria”, afirma Eriston Ferreira, vice-presidente do Sindifort. “Vamos parar o Brasil. A classe trabalhadora está se unindo. É possível derrotar esse desmonte total dos direitos que só interessa aos banqueiros e grandes empresários”, conclui Eriston Ferreira.

Além da pauta nacional, que unifica o conjunto da classe trabalhadora, os trabalhadores de Fortaleza vão exigir do prefeito Roberto Cláudio o reajuste devido à categoria e investimentos no sistema de saúde, realização de concursos públicos e o fim da terceirização, além da retirada do pacote de maldades baixado pelo prefeito.

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top