Ministério do Trabalho suspende concessão de registros sindicais

Ministério do Trabalho suspende concessão de registros sindicais

Ministério do Trabalho suspende concessão de registros sindicais

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Desse modo, o Ministério do Trabalho suspendeu, nesta sexta-feira (1º), por 30 dias as análises, publicações de pedidos, publicações de deferimento e cancelamentos de registro sindical. A portaria com a medida foi publicada no Diário Oficial da União

Caso haja necessidade administrativa, a suspensão pode ser prorrogada por mais 30 dias. Estão excluídos da medida, os processos com determinação judicial para cumprimento imediato.

A decisão ocorreu depois que, na última quarta-feira (30), a Polícia Federal realizou operação para investigar a existência de um esquema de concessão fraudulenta de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho, obtidos mediante a indicação de políticos.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Na portaria, o Ministério do Trabalho dá 10 dias para que as coordenações-gerais de Registro Sindical, de Relações do Trabalho e de Informações de Relações do Trabalho e Contribuição Sindical informem todos os processos acautelados em seus setores, informando data de entrada e a ordem cronológica de datas assinadas nos últimos 30 dias.

PUBLICADA NO DOU DE 1º/06/18, PG 116, SEÇÃO 1. TEXTO ABAIXO:

SECRETARIA DE RELAÇÕES DO TRABALHO

PORTARIA Nº 32, DE 30 DE MAIO DE 2018

O SECRETÁRIO DE RELAÇÕES DO TRABALHO do Ministério do Trabalho, no uso de suas atribuições legais e considerando as medidas adotadas no bojo da ação cautelar nº 4388, determina as seguintes providências:

1º. Serão suspensas no prazo de 30 dias todas as análises, publicações de pedidos, publicações de deferimento e cancelamentos de registro sindical.

2º. Determino à Coordenação-Geral de Registro Sindical, à Coordenação-Geral de Relações do Trabalho e à Coordenação-Geral de Informações de Relações do Trabalho e Contribuição Sindical que, no prazo de 10 dias, informem todos os processos acautelados em seus setores com data de entrada dos mesmos, juntamente com a ordem cronológica de datas assinadas nos últimos 30 dias.

3º. Com relação aos processos acautelados com mais de 60 dias, determino que informem o nome dos responsáveis pelos processos e a exposição dos motivos do tempo que se encontram para análise ou distribuição.

4º. Solicito que forneçam lista de todas as cartas sindicais emitidas ou recusadas nos últimos 30 dias com o número de processo das mesmas.

5º. Informo ainda que ficam excluídos desta Portaria os processos com determinação judicial para cumprimento imediato.

6º. O prazo do Item 1 desta Portaria poderá ser prorrogado por igual período mediante necessidade administrativa.

EDUARDO ANASTASI

Fonte: DIAP/Rádio Peão Brasil


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

LIVE de preparação para o Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público
LIVE de preparação para o Encontro Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Setor Público
AGENDA LEGISLATIVA DA CLASSE TRABALHADORA [Intersindical Debate #35]
AGENDA LEGISLATIVA DA CLASSE TRABALHADORA [Intersindical Debate #35]
24J Fora Bolsonaro em Todo o Brasil - Vai Ser GIGANTE!
24J Fora Bolsonaro em Todo o Brasil - Vai Ser GIGANTE!
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários