Metalúrgicos de São José dos Campos entram em greve por aumento real de salário

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

A data-base da categoria é setembro. Em uma semana, esta é a segunda greve dos metalúrgicos da região.

Os metalúrgicos da Hitachi em São José dos Campos iniciaram hoje (6) uma paralisação de advertência durante 24 horas para pressionar o avanço nas negociações da campanha salarial de 2015. Na terça-feira da semana passada (29) houve paralisação na Eaton pelos mesmos motivos.

Os trabalhadores do setor de refrigeração reivindicam 13,59%, o que significa a recomposição da inflação mais 3,38% de aumento real.

As negociações salariais começaram há mais de um mês, mas o sindicato patronal do setor não apresentou qualquer proposta.

A data-base da categoria é setembro, portanto os salários já deveriam ter sido reajustados.

Hitachi

No ano passado, a Hitachi não assinou acordo salarial e reajustou os salários apenas pela inflação, sem aumento real.

A empresa possui 350 funcionários e produz ar-condicionado para indústrias e residências. Parte das ações da Hitachi Ar-Condicionado foi adquirida este ano pela norte-americana Johnson Controls.

Campanha Salarial dos metalúrgicos

Os metalúrgicos de São José dos Campos e região estão em estado de greve fazendo paralisações alternadas em razão das propostas rebaixadas apresentadas pelos grupos patronais, de acordo com determinação da assembleia do dia 21 de setembro.

Estão programadas novas rodadas de negociação nesta semana com os empresários dos setores de eletroeletrônicos, máquinas, trefilação, refrigeração, aeronáutico, General Motors e Assecre (empresas das Chácaras Reunidas).

*

Top