Metalúrgicos da GM aprovam acordo que cancela demissões

Trabalhadores demitidos entrarão em lay-off em setembro

Em assembleia realizada nesta segunda-feira (24), os metalúrgicos da GM em São José dos Campos aprovaram o fim da forte greve que levou 12 dias e paralisou as atividades de 4 mil trabalhadores.

O acordo foi discutido em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) – 15ª. Região, em Campinas, na sexta-feira (21), entre o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e a GM.

Ficou definido que todos os 798 trabalhadores que haviam sido demitidos pela GM, por telegrama, no dia 8, ficarão em licença remunerada (retroativa ao dia 10). Esses mesmos metalúrgicos entrarão em lay-off(suspensão do contrato de trabalho) em setembro, por um período de cinco meses.

Leia também: GM anuncia demissões em massa em São José dos Campos

A proposta inclui ainda antecipar a aposentadoria de um grupo de empregados e adotar um Programa de Desligamento Voluntário (PDV).

Apesar de não haver desconto nos salários, os trabalhadores terão que repor metade dos dias em que ficaram parados. A GM propôs o pagamento de 50% dos dias parados e a compensação dos outros 50%.

*

Top