fbpx

Mercado de olho grande na privatização do Banco do Brasil e Caixa

Mercado de olho grande na privatização do Banco do Brasil e Caixa

Ex-presidente do Banco Central de FHC, Gustavo Franco, diz que BB seria estatal ‘pronta’ para ser vendida e Caixa Econômica Federal deveria se tornar empresa de capital aberto

O ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco avalia que a crise na Petrobrás abriu uma “janela” para a retomada das privatizações no País, e que o Banco do Brasil seria a estatal no momento “pronta” para a venda. Gustavo Franco participou segunda-feira, 25/9/17, ao lado do ex-ministro da Fazenda de FHC, Pedro Malan, de seminário para empresários em Belo Horizonte.

“Pessoalmente, acho que o Banco do Brasil está pronto (para ser vendido)”. O ex-presidente do BC disse, no entanto, que o BB “não pode e não deve ser comprado pelo Itaú nem pelo Bradesco”, afirmou, se referindo aos maiores bancos privados do País. Franco disse ainda, que, vendido o BB, a Caixa Econômica Federal deveria se tornar empresa de capital aberto para “melhorar governança”.

Gustavo Franco afirmou haver outras possibilidades de saída para a crise econômica que não o aumento de impostos. “Tem o caminho de equilíbrio de contas pelo lado das despesas. É o caminho politicamente mais difícil. Tradicionalmente, o Parlamento se esconde embaixo da mesa e quer que o Poder Executivo proponha (o aumento) que eles contrariamente acabam concordando para não terem que sacrificar gastos de interesses mais caracteristicamente políticos.”

Fonte: Sindicato dos Bancários de Santos e região


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top