Manter a mobilização e intensificar a pressão sobre o Senado. Não à reforma trabalhista!

Manter a mobilização e intensificar a pressão sobre o Senado. Não à reforma trabalhista!

Eunicio Oliveira e Michel Temer

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais:
→ Vídeo: Intersindical participa de audiência pública na CDH do Senado
 Reforma trabalhista: estudo aprofundado do CESIT aponta regressão


Resolução da Direção Nacional da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora.

No último período, a classe trabalhadora realizou importantes lutas em defesa dos direitos trabalhistas, da aposentadoria e empregos para toda a população. O consórcio golpista ignorou a luta do povo brasileiro e ameaça votar no plenário do Senado o texto que legaliza práticas fraudulentas e precárias de contratação da força de trabalho com o objetivo de reduzir drasticamente os salários e direitos para turbinar as fortunas dos já endinheirados.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Temer, que não reúne legitimidade nem condições para aprovar mudanças na vida do povo, acelera a destruição dos direitos trabalhistas para garantir apoio do grande capital à sua permanência no cargo. Mas sua queda não tardará! Já os dezesseis senadores da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que votaram a favor da “deforma” na semana anterior, apunhalando a classe trabalhadora, terão o mesmo destino de Temer, quer seja, a lata do lixo da história. Esses 16 traidores do povo terão seus nomes e partidos lembrados cotidianamente, e serão execrados da vida pública nas próximas eleições.

Apesar da desfaçatez da maioria parlamentar, de Temer e da maioria dos empresários e banqueiros que financiam essa “reforma”, a classe trabalhadora vai seguir lutando para impedir tamanho retrocesso. A aprovação dessa reforma trabalhista jogaria milhões de pessoas no bico, no subemprego, na precarização e no caminho do empobrecimento generalizado. Por isso, não vamos recuar da luta por empregos com direitos para todos e todas.

Exigimos que os senadores cumpram o mandato que lhes foi conferido pelo povo nas urnas. É preciso impedir a legalização e generalização do trabalho autônomo, da terceirização irrestrita, do contrato intermitente, do fim da justiça do trabalho e de outras questões gravíssimas, como a submissão ao trabalho de mulheres gestantes em ambientes insalubres. O Senado não pode ser um puxadinho de Temer ou da Câmara.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora que tem se mobilizado, juntamente com outras entidades para derrotar esses retrocessos, segue nessa batalha. Para isso, conclamamos a todos/as para intensificar a pressão sobre os senadores em suas casas e escritórios neste fim de semana, nos aeroportos na segunda e terça-feira próxima, além de convocar a militância para estar em Brasília ao logo da semana que vem. E nos somamos à decisão da Frente Povo Sem Medo para impulsionar mobilizações no dia 10/07 nas capitais e cidades médias, com destaque para as bases eleitorais dos senadores.   

É preciso também que fique claro: a manutenção de Temer ou sua substituição de forma indireta é a garantia do grande capital para acabar com o direito a aposentadoria e seguir suas políticas de desmonte de direitos e entrega da soberania nacional.

Em defesa dos direitos trabalhistas e da aposentadoria.

Fora Temer. Diretas já!

São Paulo, 06 de julho de 2017.
Executiva Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Fora Temer


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários