Maioria rejeita reformas da Previdência e trabalhista; 41% fariam greve

A rejeição à reforma da Previdência é de 66%, revela a pesquisa DataPoder360. Mesmo com uma campanha publicitária enaltecendo a proposta na TV e no rádio, só 20% dos entrevistados se dizem favoráveis à mudança.

O resultado positivo é menor do que o publicado pelo Drive e pelo Poder360 em abril, quando 24% responderam ser a favor da reforma. A reforma trabalhista é reprovada por 62% dos entrevistados.

    LISTA INTERSINDICAL

    RECEBA INFORMAÇÕES IMPORTANTES NO SEU E-MAIL

    O levantamento foi realizado nos dias 7 e 8 de maio. Foram entrevistados 2.157 brasileiros e brasileiras com 16 anos de idade ou mais, em 243 municípios. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

    Os entrevistados com 60 anos ou mais são os que mais apoiam a reforma da Previdência e a trabalhista.

    Segundo o DataPoder360, 33% desse grupo defende as mudanças no sistema previdenciário. As alterações nas leis trabalhistas são aprovadas por 26%.

    Os brasileiros que se mostram mais contrários a mudanças na aposentadoria e nas regras de contratação de trabalhadores são os que estão na faixa dos 25 aos 44 anos. Em ambos os casos, 72% reprovam essas duas reformas.

    Greves e protestos

    O DataPoder360 perguntou se os entrevistados fariam greve ou participariam de protestos caso as reformas do governo fossem aprovadas da forma que foram apresentadas.

    As respostas positivas foram 41%. Entre os mais jovens (de 16 a 24 anos), a intenção de aderir a esses atos é de 55%.

     

    Fonte: Previdência: Mitos e Verdades / Por Rodrigo Zuquim, no Poder360
    Foto: Alexandre Maciel 

    Inscreva-se
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    Top
    0
    Comentex
    ()
    x