Madrugada de ocupação na Alesp é aquecida com música e pães do povo que mora na rua

São Paulo tem passado por dias frios e os estudantes que ocuparam a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) sentiram ainda mais frio nesta madrugada, com o ar condicionado congelante ligado no plenário Juscelino Kubitschek para desencorajar os manifestantes.

Num primeiro momento, o presidente da Alesp, deputado Fernando Capez (PSDB), só permitiu que os estudantes tomassem água e fossem ao banheiro. Proibiu a entrada de alimentos na expectativa de que o local fosse desocupado rapidamente.

    LISTA INTERSINDICAL

    RECEBA INFORMAÇÕES IMPORTANTES NO SEU E-MAIL

    Os estudantes não desistiram e pediram ajuda via Facebook para se alimentar. Foram surpreendidos com a visita do cantor Chico César, que cantou para eles e os encorajou na luta pela CPI da Merenda. E com a visita do padre Júlio Lancelotti, da Pastoral de Rua, que levou pães feitos pelos moradores de rua.

    Até ontem (3) à tarde, apenas 23 deputados tinham assinado o pedido de abertura para a CPI da Merenda, nove a menos do que o necessário, para investigar as denúncias de superfaturamento e fraude na merenda escolar em SP, investigadas na Operação Alba Branca.

     Ocupação e intermediação judicial

    O ato dos estudantes na Alesp faz parte das ocupações de escolas técnicas que vêm ocorrendo desde quinta-feira da semana passada (28), quando vários estudantes invadiram o Centro Paula Souza (CPS) para protestar contra a falta de merenda nas escolas. A autarquia é responsável pelas escolas técnicas estaduais de São Paulo.

    Leia também: Estudantes ocupam Alesp e escolas técnicas de SP para exigir investigação de fraude na merenda

    Inscreva-se
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos os comentários
    Top
    0
    Comentex
    ()
    x