Intersindical não participa de ato dia 18/09 em SP

A CSP Conlutas, CGTB, PSTU e PPL, entre outras organizações, estão chamando um ato dia 18/09 em São Paulo cujo eixo principal é o Fora Dilma.

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora não participará dessa atividade e considera seu eixo um grave equívoco.

Em nossa opinião, o momento é de unir os setores dispostos a combater o ajuste fiscal e a chamada Agenda Brasil, além de conter e derrotar as saídas que a direita quer impor ao país. Que os ricos paguem a conta da crise produzida pela lógica do capital!

Foi por isso que participamos da grande manifestação em São Paulo no dia 20/08, bem como das atividades unitárias em outras capitais onde prevaleceu a convocatória unificada.

Frente de Mobilização

Na última quinta-feira, dia 03, reuniram-se na sede da Intersindical inúmeras organizações, como MTST, centrais sindicais, UNE, PSOL entre outras que fizeram um balanço positivo das manifestações do dia 20/08 e decidiram conformar uma frente de mobilização para seguir a luta. Na próxima semana, essas organizações voltam se reunir para avançar na definição da Frente e apontar mobilizações unitárias.

8 Comments

  1. Danilo Cruz said:

    Somente procurando onde está no manifesto da marcha do dia 18/09, o “fora dilma”.
    a tendência é a crise se aprofundar e o ajuste ir mais em baixo. Precisam ficar fazendo malabarismo pra dizer que é contra o ajuste, mas marcha junto com quem o aplica.

    • Luis said:

      Vergonha a Intersindical… tenta arrumar desculpas esfarrapadas pra camuflar o seu governismo; precisa criar coragem e assumir abertamente que estava junto com o PT e a CUT no “Fica Dilma”. Será que tem a ver com os acordo de manutenção na diretoria do sindicato dos bancários de SP?

  2. Eduardo Carneiro said:

    O maior equívoco foram essas organizações que se diz de luta e do povo, ter participado desse ato junto com as Centrais Sindicais Governistas, cujo pano de fundo foi a defesa desse governo burguês e corrupto do PT/PMDB,PP,PSC e por aí a fora.

  3. joão b arruda CSP CONLUTAS said:

    aos camaradas da intersindical na qual temos um apreço muito grande achamos um pouco contraditório vcs participaram do ato dia 20 com centrais e partidos que sairão exclusivamente para dar sustentação e apoiar o governo mesmo assim respeitamos suas decisões agora temos algo em comum e conclamamos vcs a estarem juntos em nossa fileiras o combate ao ajuste fiscal precisa da nossa unidade vamos juntos lutar pra derrota lo

  4. Alcides Pontes Remijo said:

    Creio que neste momento, toda esquerda, PSOL, PSTU, PCB e outras pequenas organizações, não tem como mobilizar setores das classes trabalhadoras, dos de baixo, como dizia Florestan Fernandes, para barrar o avanço da extrema direita, onde se galvaniza com PSDB, Bancada da Bala, Bancada dos fundamentalistas religiosos, bancada ruralista, etc., nem tão pouco forças de mobilizar a classe com quem faz o ajuste fiscal. Ocorre um erro tático de auto proclamação da CSP Conluntas em reforçar o fora Dilma. Creio se o PT/PMDB cair quem sobe não é a classe trabalhadora, mas a extrema direita onde os cortes e desmonte vai continuar. A alternativa do dia 20 não é a melhor, porém neste momento sem compor com setores que mesmo governista, como CUT, UNE e alguns setores do MST, não vamos ter força social para superar esse momento difícil.

  5. gabriel said:

    Quanto malabarismo para se abraçarem com o PT e o governismo… Preferem ficar reféns da direção governista do que construir um terceiro setor independente da direita e do governo…. Vale tudo para manter a linha equivocada, até mesmo deturpar e falar tonterias… Lamentável

  6. Ronan said:

    E equivocada a posição de apoiar qualquer saída de reformas dentro do sistema, governabilidade, etc. A saída é construir mobilização de massa articulado com interesse imediato e de superação do MPC.Vamos a luta contra os nossos algozes e seus governos.

*

Top