INTERSINDICAL e diversas entidades se organizam para uma nova etapa da Comissão da Verdade

INTERSINDICAL e diversas entidades se organizam para uma nova etapa da Comissão da Verdade

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora

Ontem as 17 hora no plenário Tiradentes da Assembleia Legislativa de São Paulo, aconteceu a 1ª reunião da comissão da Verdade sobre os crimes praticados pelo estado. Esta comissão funciona por convocação da Comissão de Direitos Humanos da ALESP, presidida pelo deputado Adriano Diogo, que coordenou a reunião.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Esta comissão pretende criar uma mobilização e denuncias em torno dos crimes do estado, particularmente o extermínio da juventude negra, índia,  pobre e da periferia, exigindo punição dos responsáveis e assistência às vitimas e seus parentes. Participaram 65 pessoas representando 25 instituições inclusive a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da Republica, Comissão de Direitos Humanos da ALESP, INTERSINDICAL, Mães de Maio, MST, Pastoral Carcerária, Movimento Negro, Movimento Estudantil, Defensoria Publica, universidades etc.

São 25 instituições que formam o conselho deliberativo. A dinâmica do funcionamento da Comissão compreende: audiências públicas, ouvir vitimas e familiares, denunciar e pesquisar. A estrutura foi definida como Conselho Deliberativo (formado pelas entidades), GTs temáticos (os GTs realizaram os trabalhos de pesquisa em função das demandas temáticas), os representantes dos GTs formam a coordenação de pesquisa, as instituições do Conselho devem enviar representantes para os GTs. A próxima reunião do Conselho está agendada para dia 12 de março às 17h, na ALESP. A INTERSINDICAL deverá ter seu ou sua representante.

Esta campanha, que nasce em São Paulo, tem a perspectiva de espalhá-la pelos demais estados. No Rio de Janeiro por meio da mobilização das Mães de Maio e do mandato do deputado Marcelo Freixo, as mobilizações já começaram. É muito importante o engajamento do movimento popular e sindical representados na INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários