Toda solidariedade à greve dos trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação

Toda solidariedade à greve dos trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação

Greve na EBC: Nota de solidariedade da Intersindical à greve

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Greve na EBC: Nota de solidariedade da Intersindical

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora manifesta seu total apoio e solidariedade à greve dos trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que paralisaram suas atividades no último dia 14 de novembro.

A greve foi aprovada depois de oito tentativas de negociação com a direção da empresa, que não apresentou nenhuma proposta econômica e ainda manifestou intenção de retirar direitos já conquistados e previstos no Acordo Coletivo de Trabalho. A diretoria deseja congelar salários, prevendo reajuste zero também em tickets, auxílios creche e auxílio pessoas com deficiência e quer acabar com o vale cultura e com as multas por descumprimento do ACT.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A greve dos trabalhadores da EBC ocorre num momento muito delicado da conjuntura política e econômica brasileira. É a primeira greve de abrangência nacional (as três praças da empresa estão paralisadas) realizada depois da aprovação da Reforma Trabalhista que retirou direitos dos trabalhadores, com um agravante, já que o patrão é o próprio Estado.

Vale lembrar que a EBC vem passando por um processo de desmonte promovido pelo governo de Michel Temer, desde que este assumiu em agosto de 2016. Uma das primeiras ações do governo golpista foi a edição da MP 744, que entre outras coisas, extinguiu o Conselho Curador da EBC, órgão com participação da sociedade na definição dos rumos editorias e administrativos da empresa. A Lei n. 13417/2017 confirmou a MP e a política de desmonte.

A intransigência da EBC na mesa de negociação só confirma a política de demonstre da comunicação pública, na medida em que aponta para flexibilizações, que visam a redução massiva no quadro de funcionários – com a possibilidade de demissões sem ônus para a empresa – e o fechamento das praças fora de Brasília. Tal política está alinhada à perspectiva do governo golpista de mudar o caráter da EBC, transformando-a em veículo meramente estatal, ou seja, em correia de transmissão de ações governamentais.

Repudiamos as ameaças, censuras e perseguições de cunho político/editorial contra funcionários da empresa, que vêm ocorrendo desde a mudança na direção da empresa. Repudiamos a perspectiva intransigente e autoritária da atual diretoria, que se nega a negociar e a apresentar propostas concretas aos funcionários. E repudiamos, também, a postura do atual presidente Laerte Rimoli, que vem tecendo comentários machistas e racistas nas redes sociais deste que assumiu a direção da empresa.

A Intersindical, em linha com o movimento pela democratização da comunicação, defende a manutenção e o fortalecimento da comunicação pública da EBC. Não podemos continuar a viver num país em que os meios de comunicação comerciais detêm o total controle da produção do conteúdo que é veiculado na esfera pública.

É preciso fortalecer o campo da comunicação pública, garantindo a produção de conteúdos de interesse público, e consolidando uma rede de distribuição que possa conectar a comunicação comunitária, popular e regional que é produzida no país. E não se faz comunicação pública de qualidade sem que sejam garantidos direitos e condições dignas aos trabalhadores e trabalhadoras!

23 de novembro de 2017
INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora

Foto: Mídia Ninja


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários