fbpx

Governo impõe leilão de seis distribuidoras da Eletrobras

Após decisão de Juíza do Trabalho do Rio de Janeiro nesta terça-feira (05/06) é suspensa a venda de cinco distribuidoras da Eletrobras localizada no Norte e Nordeste do país.

Leilão de distribuidoras da Eletrobras

Na última sexta-feira (15) foi publicado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) o edital de privatização de seis distribuidoras de energia elétrica vinculadas ao sistema da Eletrobras nos estados do Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Alagoas e Piauí, que juntas correspondem a 27% da distribuição do sistema.

A proposta do governo é viabilizar o leilão das seis distribuidoras no dia 26 de julho. A rapidez se deve a questão eleitoral, Temer e o consórcio golpista precisam acelerar a agenda de entrega do patrimônio público antes que o debate eleitoral obstrua qualquer movimentação neste sentido.

Eles sabem que a grande maioria do povo brasileiro é contra as privatizações e inclusive não votaria em candidatos que as propusessem em seu programa. Sendo assim, o governo não eleito, dirigido pelo capital privado, corre contra o tempo, possui seis meses para rapinar o patrimônio nacional construindo por mais de meio século de esforço público.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora indica a necessidade de reafirma a Campanha em Defesa das Empresas Públicas, e neste sentido é fundamental atuar na mobilização unitária do movimento sindical contra as privatizações; e ainda reforçar a necessidade de, nas eleições, reivindicarmos candidaturas que assumam o compromisso com a revogação de todas as medidas do governo golpista, em especial aquelas relativas a entregar do patrimônio público ao setor privado.

Energia Não é Mercadoria!


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Facebook Intersindical

Instagram Intersindical

YouTube Intersindical

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top