Farmacêuticos conquistam aumento real na Campanha Salarial 2018/2019

Trabalhadores das indústrias farmacêuticas de Campinas, Osasco e regiões aprovaram nas assembleias de sexta e domingo (13/04 e 15/04) os itens negociados entre Fetquim e bancada patronal. Confira qual foi o resultado da Campanha Salarial 2018/2019

Trabalhadores das indústrias farmacêuticas de Campinas, Osasco e regiões aprovaram a proposta negociada pela Fetquim (Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico do Estado de São Paulo) com a bancada patronal e receberão reajuste de 2,5%, com aumento real de 0,93% para salários, piso e teto. As assembleias ocorreram na sede do sindicato em Osasco e no Centro de Formação e Lazer de Campinas nos dias 13/04 e 15/04, respectivamente.

Além disso, o auxílio alimentação será reajustado em 9,45% nas empresas com até 100 trabalhadores e em 10% nas empresas com mais de 101 trabalhadores. A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) mínima tem reajuste de 7,5% para todas as empresas. Já o acesso a medicamentos foi reajustado em 2,43%.

Cláusulas sociais mantidas

Neste ano, a negociação da campanha salarial tratou apenas nas cláusulas econômicas. Ficam mantidas, portanto, todas as cláusulas sociais – muitas das quais impedem a aplicação da reforma trabalhista. Nas fábricas, os/as trabalhadores/as devem ficar atentos e procurar imediatamente o sindicato, caso ocorra qualquer movimentação por parte dos patrões na tentativa de mudar cláusulas e acordos já estabelecidos.

A Campanha Salarial do Setor Farmacêutica tem data base em 1º de abril. A Inflação acumula entre 1º de abril de 2017 e 31 de março de 2018 pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) ficou em 1,56%. Assim, a proposta negociada garantiu não apenas a reposição das perdas inflacionárias no período como também um aumento de 0,93%.

São Paulo reúne em torno de 56 mil trabalhadores e trabalhadoras do ramo farmacêutico. É a primeira grande categoria que negocia com a patronal neste ano.

Confira como ficam os reajustes conquistados durante a Campanha Salarial 2018/2019

Reajuste: 2,5% até o teto (garante aumento real de 0,93%)

Teto: 2,5% – R$ 8.511,65, valor fixo de R$ 212,79

Piso até 100 trabalhadores: R$ 1.483,59 (2,5% reajuste)

Piso acima de 101 trabalhadores: R$ 1.669,84 (2,5% reajuste)

PLR até 100 trabalhadores: R$ 1.695,27 (7,5% reajuste)

PLR acima de 101 trabalhadores: R$ 2.352,10 (7,5% reajuste)

Auxílio Alimentação até 100 trabalhadores: R$ 220,00 (9,45% reajuste)

Auxílio Alimentação acima 101 trabalhadores: R$ 330,00 (10% reajuste)

Acesso aos medicamentos: 2,43% de reajuste

Fonte: Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas e Osasco


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Siga-nos no INSTAGRAM
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Postagens Relacionadas

*

Top