Em duas semanas de paralisação, greve de bancários é a mais forte dos últimos anos

Em duas semanas de paralisação, greve de bancários é a mais forte dos últimos anos

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Os trabalhadores bancários entram em seu 14º dia de greve nesta segunda-feira. De acordo com os trabalhadores, esta é a maior greve da categoria dos últimos anos. A intransigência da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) em oferecer uma proposta adequada está fazendo com que a paralisação cresça a cada dia.

A proposta da Fenaban, representante patronal dos banqueiros, segundo os trabalhadores é inferior à inflação (9,88% – INPC). Contudo, os patrões continuam surfando na crise. Desde 1995 o juros não estão tão altos, chegando a 12,28%.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Apesar dos juros absurdos, 6.003 postos de trabalho foram fechados desde janeiro, de acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). No entanto, o mesmo departamento de estatística aponta que no espaço de um mês o trabalhador consegue pagar seu salário em apenas seis horas de trabalho. O restante do mês o trabalhador acaba se dedicando a gerar lucro.

Com isso, a ampliação da greve se torna inevitável. Apenas no Espírito Santo, por exemplo, já são 335 agência for de funcionamento, entre o setor público e privado. Na semana passada uma das maiores agências do Banco do Brasil no país, localizada na Avenida Paulista, entrou na lista de agências fechadas.

Nesta segunda-feira, às 17h30, haverá nova assembleia organizativa na quadra dos bancários.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários