Economistas nacionais e internacionais participam de Congresso na Unicamp

Começa hoje, na Unicamp, o IV Encontro Nacional da Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (ABET) com o tema: “Trabalho, dinâmicas internacionais e os desafios para o Brasil”

A cada dois anos, a ABET reúne no Encontro Nacional seus associados e pesquisadores brasileiros e de outros países, para a discussão de temas relevantes sobre a realidade de Trabalho, com implicações para propostas de políticas públicas.

O encontro será bem dinâmico com conferências, mesas redondas e grupos de trabalho. Para debater temas tão atuais e relevantes, importantes economistas, sociólogos e filósofos foram convidados.

Frank Roffer (Organização Internacional do Trabalho – OIT, a Universidade Global do Trabalho – GLU); Jakobsen Kjeld (Instituto Observatório Social, IOS, Brasil); Edward Webster (Universidade de Witwatersrand – África do Sul); Helena Hirata (CNRS – Paris); Ricardo Antunes (Unicamp); Luiz Gonzaga Beluzzo (Unicamp); Elísio Estanque (Universidade de Coimbra); Roberto Véras de Oliveira (UFPB).

ABET

A ABET, presidida atualmente pela professora Angela Maria Carneiro Araújo(Instituto de Filosofia e Ciências Humanas / Unicamp) tem como objetivo principal o desenvolvimento de atividades acadêmico-científicas que difundam resultados de pesquisa e promovam o debate de questões relativas ao trabalho no Brasil. A associação constitui um espaço privilegiado de debate o mercado de trabalho, o trabalho e relações de gênero, as instituições públicas do trabalho e formas de regulação, os processos de reconfiguração do trabalho, as políticas de emprego e geração de renda, a formação e a capacitação para o trabalho, saúde do trabalhador, formas de organização dos trabalhadores e outras perspectivas analíticas.

XIV Encontro Nacional da ABET

Nas últimas décadas, com as profundas transformações econômicas, políticas e sociais e com a intensificação da instabilidade financeira e das crises econômicas, as transformações nos “mundos do trabalho” vêm se apresentando de forma ainda mais contundente. As crises econômicas que se sucedem reiteradamente no capitalismo e as consequências para o trabalho atingem os países de maneira diferenciada. Os descompassos entre as economias têm relação com os contextos políticos e com os modelos econômicos, apresentando fortes repercussões sociais. Os estudos sobre o trabalho em um mundo cuja economia encontra-se cada vez mais internacionalizada, num contexto de reduzido crescimento econômico, acirrada concorrência internacional e profundas transformações produtivas e tecnológicas, requer que olhemos para as dinâmicas laborais em perspectiva local-global. O presente tema que orienta o XIV Encontro Nacional da ABET “Trabalho, dinâmicas internacionais e os desafios para o Brasil” estimula indagações sobre as dinâmicas que têm promovido profundas e diferenciadas transformações nos “mundos do trabalho” e nas políticas econômicas e sociais, nos planos nacional e internacional, e sobre os desafios que essas transformações representam para o Brasil. Quais são os desdobramentos da recente crise internacional para o Brasil? Como as dinâmicas internacionais repercutem no trabalho e nas condições dos trabalhadores? Que novas dinâmicas a crise mundial coloca para as relações de trabalho? E a crise nacional? Como a persistente crise internacional repercute sobre o mundo do trabalho no Brasil? Quais são os desafios que esse contexto atual representa para o país? Essas e outras questões serão refletidas no conjunto das atividades no Evento da ABET.

SERVIÇO

Data: 15 a 18 de setembro de 2015
Local: Unicamp (Os locais das atividades são: Instituto de Economia; Faculdade de Educação e Instituto de Filosofia e Ciências Humanas). Conferir na programação em anexo
Inscrição: desconto para estudantes de graduação e pós-graduação

Clique aqui para baixar o programa da atividade.

Link para inscrição e programação completa: http://abet2015.com.br/

Untitled-6

*

Top