fbpx

Dia Nacional de Paralisação começa com manifestações de trabalhadores em diversas partes do país e repressão da PM

Leia também:
→ 11/11 – Dia Nacional de Greves começa forte em todo o País


O Dia Nacional de Paralisação, Rumo a Greve Geral, Nenhum Direito a Menos já começou om a violência do Estado contra os trabalhadores que lutam contra a retirada de seus direitos, contra as Reformas Trabalhista e da Previdência do Governo Golpista de Michel Temer.

Logo na madrugada, em Porto Alegre (RS), trabalhadores e trabalhadoras fizeram um piquete numa garagem da Companhia Carris de transporte público.  A Polícia Militar tentou reprimir a manifestação, mas os trabalhadores se reagruparam e continuaram em ato contra os ataques do Governo Federal e dos Governo Estadual de Ivo Sartori (PMDB).

Mais tarde ainda está prevista uma marcha convocada pela Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e outras centrais sindicais.

Em Osasco (SP), trabalhadores pararam mais duas fábricas (Yamá e Altacoppo) para dialogar com os trabalhadores em seus locais de trabalho.

Em Goiânia, cerca de milhares de pessoas tomaram as ruas às 8h, iniciando na Assembleia Legislativa, para demonstrar sua insatisfação contra o Governo atual e suas medidas antidemocráticas.

Demais cidades

Anda hoje, em Santa Catarina, várias categorias farão um ato unitário e haverão também assembleias à trade puxadas pelo Sindsaude, Sindprevs, Sinte, Sintrasem (municipários de Florianópolis), Sintufsc, Sintram (municipários de São José). A concentração para o ato, coordenado pelas Centrais Sindicais, será a partir das 16h na Praça Tancredo Neves.

Em Goiás, também haverá paralisação organizada pela unidade das centrais, com adesão de diferentes categorias: Educação estadual, SindSaúde, em greve desde o dia 20/09, Professores e Técnicos da Universidade Federal e do Instituto Tecnológico Federal, além das demais categorias do serviço público federal e estadual que estão convocando a atividade. A Intersindical estará presente nas atividades de Goiânia e na Cidade de Goiás.

Às 14h, está previsto outro Ato Unificado, em Brasília, em frente à Câmara Legislativa para denunciar os problemas que os servidores estão enfrentando com o governo Rollemberg. Às 17h, mais uma manifestação, pelo Fora Temer e Nenhum Direito a Menos!, toma as ruas organizado pelas Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular. Concentração no Museu da República com caminhada para o Congresso Nacional.

No Espírito Santo, a concentração será às 15h, na Praça Pio XIII, no centro de Vitória. De lá saem em caminhada pela cidade.

No Rio Grande do Norte, Sinai e Intersindical se juntaram ao ato do IFRN (Instituto Federal do Rio Grande do Norte), campus Salgado Filho, em Natal. Lá, trabalhadores da Frente Povo Sem Medo realizou uma aula o pública.

São Paulo

Pelo país estão previstas muitas outras atividades. Em São Paulo, milhares de trabalhadores de diversas categorias estão se preparando para tomar a Avenida Paulista às 16h, em frente ao Museu de Artes de São Paulo (MASP).

 

greve-geral-22-09-0016-valnez-bitencourt

Em frete à Carris, Porto Alegre (RS)

greve-geral-22-09-0017-valnez-bitencourt

greve-geral-22-09-0005-indio

greve-geral-22-09-0015-valnez-bitencourt

greve-geral-22-09-0003-indio

Trabalhadores reunidos na região de Osasco já na madrugada

,

greve-geral-22-09-0002-indio

greve-geral-22-09-0013-indio

greve-geral-22-09-0012-indio

greve-geral-22-09-0014-indio

greve-geral-22-09-0011-alexandre-aguiar-goiania

Em Goiânia, milhares de pessoas foram às ruas

INTERSINDICAL  – Central da Classe Trabalhadora

 

 

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

One Comment;

*

Top