Dia Nacional de Greves começa forte em todo o País

Dia Nacional de Greves começa forte em todo o País

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais:
11 de novembro é Dia Nacional de Greves


Desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (11), diversas mobilizações de trabalhadores e trabalhadoras ganham força em todo o País. Sindicatos ligados à Intersindical Central da Classe Trabalhadora param fábricas e empresas, ocupam praças e chamam a população para o debate contra a retirada de direitos que o governo Temer tenta promover.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

SÃO PAULO

Em São Paulo, as principais vias de acesso à capital foram fechadas por algumas horas. Na rodovia Anhanguera, entrada de Sumaré, o complexo Rhodia foi 100% parados pelos trabalhadores. Houve piquete em estradas como Dutra e Anchieta. Fábricas em Arujá, Guarulhos e Sorocaba pararam.

No terminal de transporte João Dias, na zona sul da cidade, houve intensa mobilização e pneus queimados.

Na Baixada Santista, os bancos estão parados. Trabalhadores da Petrobras e portuários também aderem à paralisação.

sao-paulo-sumare-greve-0001

sao-paulo-sumare-greve-0005

sao-paulo-sumare-greve-0006

sao-paulo-sumare-greve-0007

santos-bancarios-greve-0002

santos-bancarios-greve-0001

guarulhos-sorocaba-e-regiao-siproem-greve-0001

guarulhos-sorocaba-e-regiao-siproem-greve-0002

PORTO ALEGRE

Na porta da empresa de transporte coletivo Carris Porto Alegrense a madrugada já foi marcada com piquetes e uma forte repressão por parte da polícia para impedir que os manifestantes parassem a cidade. O pelotão de choque deu plantão dentro da empresa e garantiu a saída dos ônibus depois de jogar spray de pimenta nos manifestantes.

A Associação dos Servidores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ASSUFRGS) conseguiu uma unidade histórica com dois sindicatos que representam os docentes da UFRGS (ANDES e ADUFRGS), além de estudantes secundaristas e universitários. UFRGS, UFCSPA e IFRS prometem parar.  

A mobilização já começou nas primeiras horas da manhã, com o trancamento da Av. Bento Gonçalves, Campus do vale. E na Av. Ipiranga, no Planetário. Ao meio dia os manifestantes marcham rumo à Assembleia Legislativa. Às 15h haverá uma audiência pública contra a PEC 55 e às 18h um ato geral contra a retirada de direitos na esquina democrática.

Todos os profissionais de educação e saúde estaduais de Porto Alegre estão unidos contra o parcelamento de salários, o desmonte do serviço público, a PEC 55 e todas as iniciativas deste governo que cassam direitos dos trabalhadores.

Houve trancamento da Avenida Bento Gonçalves no Campus do Vale da UFRGS , Avenida Ipiranga no Planetário e Rua Sarmento Leite – Campus Centro UFRGS.

porto-alegre-greve-0002

porto-alegre-greve-0003

porto-alegre-greve-0005

porto-alegre-greve-0006

porto-alegre-greve-0007

porto-alegre-greve-0008

porto-alegre-greve-0009

SANTA CATARINA

A paralisação do transporte coletivo na Grande Florianópolis nas primeiras horas da manhã foi um sucesso. Cerca de 600 ônibus pararam desde às 5h e prometem retomar o serviço só às 9h. Os 3,5 mil trabalhadores das nove empresas do setor na região aderiram à paralisação nacional contra a retirada de direitos, a PEC 55, a reforma da previdência, do ensino médio e da CLT – entre outras ameaças.

santa-catarina-greve-0001

santa-catarina-greve-0002

RIO DE JANEIRO

Os servidores públicos do Estado, aposentados, pensionistas e estudantes prometem continuar com a intensa mobilização dos últimos dias em frente à Assembleia Legislativa do Estado. Policiais, bombeiros, professores, e servidores da saúde estão unidos.

O Sindicato dos Servidores Públicos do Serviço Federal do Estado do Rio de Janeiro,  que acabou de concluir sua eleição, não terá descanso.

MINAS GERAIS

As centrais sindicais se reúnem a partir das 9h em pontos distintos no centro de Belo Horizonte, como a Praça da Estação, a Praça Afonso Arinos. Às 11h a concentração passa para a Praça 7. Ao meio dia e meia o povo sai em marcha para a Assembleia Legislativa de Minas gerais numa audiência pública para tratar da PEC 55, a reforma da Previdência e Trabalhista, que deve ir até às 17h.

Em Uberlândia houve paralisação de rodovias logo pela manhã.

uberlandia-mg-greve-00001

CEARÁ

Em Fortaleza, Sindifort, Intersindical e FPSM fazem ato que terá diferentes concentrações – a fim de mobilizar o povo – e em seguida unificará o percurso no centro da cidade.

Em Juazeiro do Norte,  o ato unificado do povo, movimentos sociais e centrais sindicais acontece na Praça do Giradouro, às 16h.

PARÁ

Em Belém, a concentração começa às 9h no mercado São Brás, com caminhada até o Tribunal de Justiça do Estado. Participam da atividade centrais sindicais, estudantes, MST. Em Altamira,  a concentração tem início às 8h na Praça do Polivalente contra a PEC 55.

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários