10 DE AGOSTO: Desemprego é insegurança, medo, desespero. Basta!

10 DE AGOSTO: Desemprego é insegurança, medo, desespero. Basta!

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais sobre o Dia do Basta, 10 de agosto:

Basta de falta de moradia, basta de especulação imobiliária!
→ Basta de ataque à democracia!
→ Basta de miséria e fome!
Basta de juros altos!
→ Basta de aumento no gás de cozinha!
→ Basta de só encontrar bico para sobreviver!
Basta de carestia!
→ Basta de entrega das nossas riquezas!
→ Basta de desemprego!
→ 10 de agosto é Dia do Basta! Em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos!


As pesquisas recentes apontam que falta emprego para mais de 27 milhões de pessoas. Esses números, no entanto, são incapazes de revelar o drama vivido por quem está desempregado. As estatísticas também não revelam a insegurança daquelas pessoas que estão empregadas, mas convivem o medo de perder o emprego.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Importante ressaltar que o Brasil é campeão mundial em rotatividade no emprego, fazendo com que muitos alternem um período com emprego, outro vivendo de bicos e meses sem nenhuma ocupação remunerada.

Apesar de o desemprego preocupar a maioria da população, ele é funcional para as grandes empresas. Quanto maior é o desemprego, menor são os salários e direitos dos trabalhadores, pois as empresas aproveitam para reduzir a remuneração e precarizar a contratação. Com a aprovação da deforma trabalhista, essa situação se agravou, pois agora as empresas contam com uma infinidade de novas formas de contratar “funcionários baratos”, como o contrato intermitente, temporário, falso autônomo, terceirizados, PJs, MEI etc.

O desemprego ou a ocupação precária geram uma infinidade de consequências graves para a população, como dificuldade de pagar as contas, principalmente o aluguel e a alimentação, conflitos familiares.  Gera, também, consequências nem sempre visíveis, como medo, insegurança, depressão e motiva, inclusive muitos suicídios, como apontam vários estudos.

População negra, mulheres, LGBT, jovens são mais afetados

Se os bilionários ganham com o desemprego de milhões, existem grupos no interior da classe trabalhadora que são ainda mais atingidos que os demais setores da nossa classe. Segundo a PNAD do 1º trimestre de 2018, o número de pessoas sem ocupação remunerada é de 2,2 milhões de homens não negros, enquanto atinge 4,1 milhões de negros. Entre as mulheres não negras, são 2,5 milhões, enquanto o número de mulheres negras atinge 4,2 milhões sem ocupação remunerada.

Os levantamentos do IBGE mostram que 54% dos que procuram emprego há mais de um ano são de pessoas na faixa de 14 a 29 anos. A população LGBT e idosa compõe, também, os grupos mais afetados pelo drama do desemprego e da precarização do trabalho.  

10/08 DIA DO BASTA!

O povo brasileiro não pode mais conviver com esse drama. É preciso dar um BASTA! Por isso, as centrais sindicais e os movimentos sociais preparam importantes mobilizações para o próximo dia 10 de agosto, o DIA DO BASTA! Com paralisações, assembleias nos locais de trabalho e fortes manifestações, a classe trabalhadora vai intensificar a pressão sobre o governo e grandes empresários. Além disso, a classe trabalhadora precisa participar ativamente da política. A eleição deve servir para debater a revogação de todos os retrocessos, como a deforma trabalhista, a terceirização e a Emenda 95.

Quem votou, não volta!

As organizações da classe trabalhadora vão, também, intensificar a campanha contrária aos deputados e senadores que aprovaram os retrocessos. Quem votou a favor da reforma trabalhista, por exemplo, nunca mais terá o voto do povo trabalhador.


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários