fbpx

Dia 22: cruzar os braços na defesa dos direitos e construir a greve geral

Trabalhadores cruzam os braços. Greve. Paralisação

As mobilizações do dia 22/09 serão um importante passo na construção da greve geral e da resistência contra a agenda de retrocessos que o governo Temer quer impor.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora, em conjunto com diversas outras centrais, entidades e movimentos sociais participa dessa construção unitária com a perspectiva de derrotar o desmonte do serviço público e dos direitos sociais que Temer prometeu ao grande capital e à direita em troca do apoio ao golpe que o levou, ilegitimamente, à presidência do país.

Em São Paulo, trabalhadores químicos, bancários, professores e demais servidores municipais de diversas cidades paulistas filiados à Intersindical, além da militância da central nas diversas categorias, cruzarão os braços, debaterão os projetos que retiram direitos e mandarão um claro recado ao governo e à maioria do congresso nacional: nenhum direito a menos! Depois de paralisar as atividades pela manhã, os trabalhadores vão se dirigir à capital paulista, para realização de um ato unificado às 16h em frente ao MASP.

Nos diversos Estados e regiões do país, as entidades e a militância da Intersindical também se somam ao esforço unitário, seja no dia 22, seja no processo de construção da greve geral.

A defesa do serviço público e o combate à PEC 241 e PLP 257; a defesa do pré-sal e o combate às privatizações; o rechaço à reforma da previdência que impede o acesso à aposentadoria; a defesa dos direitos trabalhistas garantidos pela CLT e a Constituição; não ao projeto que generaliza a terceirização e a precarização. É preciso estabelecer mecanismos que garantam aos trabalhadores e trabalhadoras atualmente terceirizados os mesmos direitos dos trabalhadores diretamente contratados.

Conforme a Resolução da Executiva Nacional da Intersindical, “as ações no dia 22 servirão para alavancar o processo que deve culminar numa grande greve geral no próximo período. É preciso parar a produção e a circulação na defesa dos interesses da classe trabalhadora e da maioria do povo brasileiro”.

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top