Depois de 15 paralisações BB recua e propõe solução para corte de vagas

Depois de 15 paralisações BB recua e propõe solução para corte de vagas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Foi preciso que o Sindicato dos Bancários de Santos e Região e os funcionários do Banco do Brasil (BB) – principalmente os que integram a Plataforma de Suporte Operacional em Santos – (PSO) paralisassem as 14 agências existentes na Cidade, sendo a Nova Noroeste duas vezes, para que o banco voltasse atrás e construísse um caminho para solucionar a situação de corte de vagas no PSO/Santos.

“Apesar de não haver resistência no país aos cortes impostos pelo BB, em Santos, a mobilização dos bancários juntamente com o Sindicato, fez toda a diferença para que o banco recuasse e encontrasse uma solução regional à retirada da comissão de uma caixa e o deslocamento de dois escriturários. A caixa seria destituída do cargo e os escriturários deslocados pela reestruturação implantada pela diretoria do BB”, segundo Eneida Koury, secretária geral do Sindicato e funcionária do BB.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Conquista na Cenop

Marcos Maia, gerente geral da Cenop, garantiu a gratificação da caixa da Nova Noroeste até abertura de vaga de caixa, quando ela, então, será renomeada. Portanto, não será afetada financeiramente.

Além disso, reconduzir ao PSO os dois escriturários que vão para rede, assim que abrir vaga. Para agilizar esse processo, Maia promoverá a Gerente de Módulo, na São Paulo Centro, um dos três caixas que agora substituem, desde que algum deles queira e esteja entre os vinte na concorrência.

Conquista na Superintendente Regional

Compromisso da Super Regional, Cléssia Pereira, acordado com a Gepes e Super Leste: para as primeiras duas vagas de assistente na região serão escolhidos os caixas que se manifestarem com interesse em ocupar o cargo, abrindo vaga para caixa e dando a oportunidade aos dois escriturários de voltarem ao PSO. Segundo Eneida, esses compromissos somente foram obtidos após grande mobilização dos caixas construída a partir da reunião, na quinta feira, 11/2, no sindicato.

Paralisações

As paralisações iniciaram, dia 12/2 (sexta), das 8h às 11h, no prédio da XV de Novembro (onde existem diversos departamentos), e teve a adesão de mais 9 agências em Santos, totalizando 10 neste dia. No segundo dia (segunda), 15/2, mais cinco agências amanheceram paralisadas, sendo quatro das 8h às 11h. Já a da Nova Noroeste/Santos foi tratada de modo especial e ficou sem atendimento ao público durante todo o dia, porque exatamente nesta unidade uma caixa foi descomissionada.

Reunião para avaliar a proposta do BB

Segunda-feira, 15/2, estiveram presentes na reunião para avaliação das propostas 21 funcionários entre caixas, escriturários e gerentes módulo.

“Diante dos compromissos assumidos, os participantes deliberaram por aceitar a proposta e manterem-se mobilizados para cobrar o cumprimento integral do acordo. O saldo organizativo foi enorme e ficou a certeza de que lutando é que se obtêm vitórias. Parabéns a todos que se mobilizaram”, finaliza Ricardo Saraiva Big, Presidente do Sindicato.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários