fbpx

Absurdo: anúncio de demissão em massa no Santander

Banco Santander rompe com compromisso público de não demitir durante a pandemia e ameaça dispensar 20% do funcionários da instituição. Trabalhadores lançam o Dia Nacional de Luta dos Trabalhadores de Santander.

Já são 15 trabalhadores demitidos no mês de junho e o corte pode chegar a 9.438 funcionário do Banco Santander, o equivalente a 20% do seu pessoal, que hoje somam 47 mil em todo o país. As demissões foram denunciadas pelos Sindicatos do setor como um rompimento do acordo público firmado entre os três maiores bancos privados em atuação no país (Santander, Itaú e Bradesco) e a representação dos trabalhadores.

Os representantes dos trabalhadores afirmam que as demissões estão ocorrendo apenas no Brasil, e que nos demais países em que o banco opera, os empregos estão sendo garantidos até o final da crise sanitária.

Os bancários lançaram nesta terça-feira (16/06) uma campanha contra as demissões no banco espanhol. Segundo Vera Marchioni, da Direção do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, “Hoje é Dia Nacional de Luta dos Trabalhadores de Santander. Queremos respeito. Somos responsáveis por 29% do lucro mundial do banco e queremos ter paz pra trabalhar. Chega de demissão, chega de assédio moral, chega de metas.”

Manifestações presenciais e virtuais acontecem durante todo o dia. O Sindicato dos Bancários de Santos e Região protestou na frente da unidade Santos/Centro, procurando esclarecer a população sobre os riscos de exposição que os trabalhadores e clientes estão submetidos nas agências do Santander. Segundo o Sindicato, falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) e a situação é de insegurança para quem trabalho ou é atendido nas agências. No Espírito Santo, os Sindicato dos Bancários do estado também realizou um ato nas portas da Superintendência do Santander, denunciando o processo de demissão em massa programada pela direção do banco.

As ações em rede continuarão acontecendo até que o banco suspenda as demissões e cumpra com o estabelecido no acordo com as entidades sindicais. O Dia Nacional de Luta dos Trabalhadores de Santander utiliza a hashtag #SantanderRespeiteOBrasil nas redes sociais.

Texto: Pedro Otoni

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top