Contra o presidente golpista, milhares caminham até a residência de Temer

Compartilhe

Saiba mais:
Assista à intervenção da INTERSINDICAL na manifestação


Na tarde deste domingo, 23, milhares de trabalhadores caminharam rumo à casa do ilegítimo presidente golpista Michel Temer (PMDB). A atividade, convocada pela Frente Povo Sem Medo, reuniu movimentos sociais como MTST e sindicais, como a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Os trabalhadores se reuniram no Largo da Batata e seguiram rumo Alto de Pinheiros, local da residência de Temer, presidente empossado via golpe de Estado, com apoio do grande empresariado e da imprensa corporativa.

Com um projeto de “privatizar tudo o que for possível”, o governo biônico desde os seus primeiros dias já enfrenta diversas manifestações contrárias da classe trabalhadora.

Além das privatizações, também estão em curso uma reforma da previdência para dificultar ainda mais a aposentadoria, o anúncio de retirada de direitos trabalhistas, desprezo com a cultura e a diversidade de gênero e raça.

Aliado aos banqueiros, Temer quer, ainda, a independência do Banco Central. Cujo propósito verdadeiro é colocar o BC sob a dependência total dos banqueiros. Ricardo Barros (PP), o novo “ministro” da Saúde quer o fim da saúde pública e diz que todos devem ter planos privados.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB-RS),  defende a terceirização em todas as atividades. Na verdade, busca legalizar a fraude de muitas grandes empresas que fraudam o contrato de trabalho de milhões de pessoas.

Para a pasta da justiça, nomeou o advogado do Eduardo Cunha, Alexandre de Moraes, que ficou famoso por espancar estudantes em São Paulo e por ser advogado do PCC. Para a EBC, indicou um condenado por corrupção, mas fiel funcionário da CBN, Globo e da Veja.

Na última terça-feira (17), o Ministério das Cidades revogou a portaria que autorizava a ampliação do programa Minha Casa Minha Vida com a contratação de unidades habitacionais na modalidade entidades.

PM de São Paulo reprime trabalhadores sem teto

Ao final do ato diversos trabalhadores do MTST armaram acampamento em uma praça próxima a casa de Temer. Contudo, no inicio da madrugada, a PM de São Paulo, a mando do governador Geraldo Alckmin (PSDB), aliado do atual presidente golpista, atacou violentamente o acampamento completamente pacifico que os manifestantes haviam organizado.

Leia também:
→ Ilegítimo e impostor, Temer quer desmontar direitos sociais e soberania!
→ Não tem negociação com o ilegítimo e biônico Temer

 

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Edson Índio, na Conferência Nacional dos Bancários
Edson Índio, na Conferência Nacional dos Bancários
Mané Gabeira, na Conferência Nacional dos Bancários
Mané Gabeira, na Conferência Nacional dos Bancários
Rita Lima, na Abertura dos Congressos dos Bancos Públicos
Rita Lima, na Abertura dos Congressos dos Bancos Públicos
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários