Congressistas réus e alvos de inquéritos absolvem Temer

Congressistas réus de alvos e inquéritos absolvem Temer

Compartilhe

Réus e alvos de inquéritos (investigações preliminares que podem resultar na abertura de processos), pelo menos 238 congressistas respondem a acusações criminais no Supremo Tribunal Federal (STF).

Desses, ao menos 190 são deputados que participam da votação histórica da denúncia criminal contra o presidente golpista Michel Temer.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Michel Temer distribuiu R$ 2,34 bilhões em emendas parlamentares, entre junho e julho deste ano, e comprou o apoio de 263 deputados – que votaram favoravelmente ao arquivamento do pedido de investigação de corrupção passiva pelo Supremo Tribunal Federal (STF), feito pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot.

Outros 227 parlamentares pediram a abertura de investigação contra Temer na denúncia que envolveu o empresário Joesley Batista e 19 se abstiveram.

Clique aqui e veja os nomes dos deputados que absolveram Michel Temer

Congresso sob suspeita

Pelo menos 47 deputados respondem a ações penais (processos) no STF.  Desses, ao menos seis exercem o mandato mesmo já tendo sido condenados à prisão – há inclusive um presidiário. Todos participaram da votação.

Pelo menos 238 congressistas respondem a acusações criminais no Supremo. Desses, ao menos 190 são deputados que participarão da votação histórica da denúncia.

O número de réus representa quase 10% dos 513 integrantes da Casa.

Eles são acusados de corrupção, a exemplo de Temer, e outros crimes, como formação de quadrilha, peculato, delitos contra a administração pública em geral, entre outros.

Há ainda, 71 deputados investigados na Operação Lava Jato, a mesma que motivou a denúncia da Procuradoria-Geral da República por corrupção e arrastou o presidente Temer para o centro da crise política.

São citados em delações da Odebrecht e de ex-diretores da Petrobras.

Os dados  que mostram o Congresso sob suspeita constam de levantamento da  revista Congresso em Foco.

Como o tribunal conserva alguns casos ocultos, a tendência é que o total de suspeitos seja ainda maior segundo a publicação.

Foto: Evaristo Sá/AFP


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Edson Índio, na Conferência Nacional dos Bancários
Edson Índio, na Conferência Nacional dos Bancários
Mané Gabeira, na Conferência Nacional dos Bancários
Mané Gabeira, na Conferência Nacional dos Bancários
Rita Lima, na Abertura dos Congressos dos Bancos Públicos
Rita Lima, na Abertura dos Congressos dos Bancos Públicos
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários