Congressistas réus e alvos de inquéritos absolvem Temer

Congressistas réus e alvos de inquéritos absolvem Temer

Congressistas réus de alvos e inquéritos absolvem Temer

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Réus e alvos de inquéritos (investigações preliminares que podem resultar na abertura de processos), pelo menos 238 congressistas respondem a acusações criminais no Supremo Tribunal Federal (STF).

Desses, ao menos 190 são deputados que participam da votação histórica da denúncia criminal contra o presidente golpista Michel Temer.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Michel Temer distribuiu R$ 2,34 bilhões em emendas parlamentares, entre junho e julho deste ano, e comprou o apoio de 263 deputados – que votaram favoravelmente ao arquivamento do pedido de investigação de corrupção passiva pelo Supremo Tribunal Federal (STF), feito pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot.

Outros 227 parlamentares pediram a abertura de investigação contra Temer na denúncia que envolveu o empresário Joesley Batista e 19 se abstiveram.

Clique aqui e veja os nomes dos deputados que absolveram Michel Temer

Congresso sob suspeita

Pelo menos 47 deputados respondem a ações penais (processos) no STF.  Desses, ao menos seis exercem o mandato mesmo já tendo sido condenados à prisão – há inclusive um presidiário. Todos participaram da votação.

Pelo menos 238 congressistas respondem a acusações criminais no Supremo. Desses, ao menos 190 são deputados que participarão da votação histórica da denúncia.

O número de réus representa quase 10% dos 513 integrantes da Casa.

Eles são acusados de corrupção, a exemplo de Temer, e outros crimes, como formação de quadrilha, peculato, delitos contra a administração pública em geral, entre outros.

Há ainda, 71 deputados investigados na Operação Lava Jato, a mesma que motivou a denúncia da Procuradoria-Geral da República por corrupção e arrastou o presidente Temer para o centro da crise política.

São citados em delações da Odebrecht e de ex-diretores da Petrobras.

Os dados  que mostram o Congresso sob suspeita constam de levantamento da  revista Congresso em Foco.

Como o tribunal conserva alguns casos ocultos, a tendência é que o total de suspeitos seja ainda maior segundo a publicação.

Foto: Evaristo Sá/AFP


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários