CNBB reafirma apoio aos trabalhadores e aos direitos estabelecidos na Constituição

CNBB reafirma apoio aos trabalhadores e aos direitos estabelecidos na Constituição

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Leia também:
→ GREVE GERAL: Nota das Pastorais do Campo: Por Direitos e Democracia, a Luta é Todo Dia!
→ Baixe o jornal da Greve Geral do dia 30/06


Bispos reafirmam apoio aos trabalhadores

Dom Sérgio da Rocha, Presidente da CNBB e Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da entidade que reúne os Bispos receberam na tarde de ontem dirigentes da CUT e Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Os trabalhadores se reuniram com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para externar a preocupação com o desmonte dos direitos patrocinado pelo governo no Congresso Nacional e para pedir o apoio da entidade à greve marcada para o dia 30 de junho.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Dom Sérgio da Rocha lembrou o posicionamento da CNBB sobre a reforma da previdência e disse que a possibilidade de a proteção das leis trabalhistas ser objeto de negociação fragiliza os trabalhadores, principalmente as categorias menos organizadas. “Temos uma postura de defesa dos trabalhadores e expressamos essa posição na Assembleia Geral da CNBB”, disse Dom Sérgio.

Já Dom Leonardo Steiner manifestou preocupação com a ausência de diálogo com a população como vem ocorrendo nas votações das reformas e reafirmou o apoio da CNBB ao direito de livre manifestação.

Edson Carneiro Índio, Secretário-Geral da Intersindical, ressaltou a importância do apoio dos cristãos à luta que o povo brasileiro desenvolveu nos últimos três meses e destacou o papel das comunidades de base da igreja no esclarecimento da população quanto à defesa da aposentadoria e dos direitos estabelecidos na Constituição.

Presidente da CUT, Vagner Freitas, lembrou que a greve geral do dia 28 de abril paralisou mais de 40 milhões de trabalhadores e que mais de 150 mil pessoas tomaram Brasília no dia 24 de maio. “Enquanto isso, a mídia e o governo tentam manipular a população dizendo que a reforma trabalhista só vai mexer com sindicalista interessado no imposto sindical. O que o Congresso está votando é o fim do emprego com carteira assinada e o fim da justiça do trabalho”, afirmou Vagner Freitas.

Índio reforçou que a reforma trabalhista vai levar a maioria da população brasileira ao empobrecimento e à perda de direitos e lembrou que os micro e pequenos empresários também serão duramente atingidos pelas mudanças, na medida em que a redução dos salários e dos direitos vai trazer impactos à economia popular e aos pequenos produtores. “O desmonte só beneficia os grandes empresários e banqueiros, que já são bilionários. Todos os demais perdem”, concluiu o dirigente da Intersindical.

Para as centrais sindicais presentes, é fundamental que a construção e preparação da greve do dia 30 e das demais lutas estejam presentes no cotidiano das comunidades, pois este é o melhor caminho para a mobilização social em defesa dos direitos do povo brasileiro.

Saiba mais:
→ Pela Ética na Política: Nota da CNBB sobre o Momento Nacional
→ Igrejas católica e evangélica se unem contra as reformas trabalhista e previdenciária
→ CNBB, OAB e COFECON escrevem nota conjunta contra a Reforma da Previdência
→ CNBB recebe trabalhadores para dialogar sobre “reformas”


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários