Cinco exigências da Classe Trabalhadora

Cinco exigências da Classe Trabalhadora

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Nota Pública da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

A vida é o que realmente importa para os trabalhadores e trabalhadoras neste momento. O ano de 2020 comprovou o que funciona e o que não funciona em um contexto de crise sanitária, econômica e política.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Reafirmamos que a pandemia de COVID-19, que dizimou mais de 180 mil pessoas em nosso país, só não ceifou mais vidas graças ao Sistema Único de Saúde – SUS e o Auxílio Emergencial. Sem estes dois instrumentos públicos de garantia de direito à saúde e à renda, estaríamos em uma situação ainda pior no país.

No entanto, Bolsonaro, Guedes, a maioria de Deputados e Senadores e do Poder Judiciário ainda insistem em seguir com propostas que vão na contramão do que precisamos no país. Bolsonaro faz espetáculo com o tema da vacina, Guedes anuncia privatizações no próximo ano, os Poderes Legislativo e Judiciário criticam as “atitudes” do presidente, mas não oferecem resistência à política ultraliberal do Ministro da Economia.

Porém, do ponto de vista de quem trabalha neste país estão bastante definidas nossas necessidades imediatas. Precisamos de mais estado, mais serviços públicos para nossa gente, assim como tem sido feito na maioria dos países do mundo. Serviços públicos e ação decidida do estado é o que garante a vida em um contexto de crise e o ano de 2020 provou isso.

Diante deste contexto lutamos por cinco medidas emergenciais, que são essenciais para a garantia da vida e dos direitos do povo brasileiro

I – PLANO NACIONAL DE VACINAÇÃO que garanta a vacinação de toda a população e também as demais medidas de controle da pandemia, vinculado ao Sistema Único de Saúde, com garantia de investimento público e implementação imediata.

II – MANUTENÇÃO DO AUXÍLIO EMERGENCIAL até que toda a população esteja vacinada.

III – REVOGAÇÃO DO TETO DE GASTOS estabelecidos na Emenda Constitucional 95 como forma de fortalecimento do investimento público e de retomada da atividade econômica pós-pandemia.

IV – SUSPENSÃO DE TODAS AS MEDIDAS DE ENFRAQUECIMENTO DO SETOR PÚBLICO BRASILEIRO tais como a privatização das empresas públicas

V – NÃO À REFORMA ADMINISTRATIVA serviços públicos é a garantia de direitos fundamentais para toda a população.

10 de dezembro de 2020

Direção Nacional
Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários