Centrais convocam assembleias/paralisações parciais nos locais de trabalho no dia 18/06

Centrais convocam assembleias/paralisações parciais nos locais de trabalho no dia 18/06

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

O Fórum das Centrais definiu o dia 18 de junho, sexta-feira, como um Dia de Mobilizações pelo Auxílio Emergencial de R$ 600, vacinação e Fora Bolsonaro do movimento sindical.

A luta contra a reforma administrativa também está na pauta, como a defesa de empregos, contra a carestia e a volta da fome.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A orientação é a realização de assembleias nos locais de trabalho, onde for possível, bem como atividades de agitação como distribuição de panfletos nas portas de empresas e em pontos de ônibus pela manhã.

Essa atividade visa, também, apoiar a mobilização do dia 19 de junho, convocada pelas Frentes Povo Sem Medo, Brasil Popular e Coalizão Negra.

A Intersindical orienta suas entidades, dirigentes e militantes a realizar assembleias/paralisações parciais pela manhã (onde for possível) neste dia 18.

Dia 19 nas ruas pelo Fora Bolsonaro, auxílio R$ 600 e vacina. A Intersindical, como entidade que constrói a Frente Povo Sem Medo e participa ativamente da Campanha Fora Bolsonaro reafirma o chamado às manifestações do dia 19, nas capitais e pequenos e médios municípios. É hora de fortalecer a luta para derrubar Bolsonaro, exigir o auxílio de R$ 600 JÁ, vacina, a denúncia da carestia, da fome, do desemprego. O Brasil caminha para atingir a marca trágica de 500 mil mortes. A responsabilidade dessa escalada da pandemia é do governo Bolsonaro.

O direito de se proteger do vírus deve ser como todas as pessoas, principalmente as mais empobrecidas, que estão jogadas à contaminação e morte pela ausência do auxílio e ação do Estado. No último dia 29/05, a Intersindical teve participação ativa nas manifestações, em todo o país. E voltaremos dia 19 com todas as medidas de segurança, como distanciamento, máscaras e álcool gel.

Saudações

Secretaria Geral
Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Nota das Centrais

Centrais Sindicais convocam mobilização para 18 de junho e apoiam Fora Bolsonaro no dia 19

Mobilizar os trabalhadores nos locais de trabalho e construir maioria sustentável contra Bolsonaro e sua política de morte

Neste contexto de crise econômica, sanitária, política e social sem precedentes na história do Brasil, torna-se fundamental mobilizar os trabalhadores e as trabalhadoras, a partir de seus locais de trabalho, na luta:

✓ Em defesa do auxílio emergencial de R$ 600,00
✓ Contra a fome
✓ Contra a carestia
✓ Por vacina já para todos
✓ Pela extensão do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda
✓ Contra a reforma administrativa (PEC 32/2020)
✓ Em defesa da Agenda Legislativa das Centrais, que está no Congresso Nacional
✓ Pelo Fora Bolsonaro

Para pressionar por essa pauta, as Centrais Sindicais – CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, CSP-Conlutas, Inersindical, CGTB, Pública – decidiram realizar, no próximo dia 18 de junho, em âmbito nacional, mobilizações nos locais de trabalho e terminais de transporte público. Serão feitas assembleias, atos, panfletagens e paralisações pontuais, sob total respeito a todos os protocolos sanitários para evitar propagação do Coronavírus.

As mobilizações de 18 de junho também servirão à orientação sobre a importância de trabalhadores e trabalhadoras cumprirem esses protocolos sanitários no dia seguinte, 19 de junho, durante protesto nacional contra o presidente Bolsonaro.

As Centrais Sindicais apoiam o protesto de 19 de junho.

A pandemia de Coronavírus, que já tirou a vida de quase meio milhão de brasileiros e brasileiras ante a incompetência do governo federal, segue um risco à população, que deve evitar  aglomeração durante protestos e manifestações.

Porém, é preciso dar capilaridade às mobilizações envolvendo todos os trabalhadores e trabalhadoras na luta dos sindicatos e das demais organizações populares para avançarmos na construção de um país democrático e no combate à prática de destruição das nossas instituições e dos nossos direitos adotada pelo governo federal.

Faz parte do combate ao desgoverno Bolsonaro repudiar o obscurantismo, o negacionismo e as fake news e disseminar entre os trabalhadores e trabalhadoras a conscientização da gravidade da pandemia, bem como informações para que todos possam proteger a vida, não só a própria, como a de todos.

São Paulo, 09 de junho de 2021

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 da REFORMA ADMINISTRATIVA é adiada, vitória dos trabalhadores
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários